Entries from April 2003

Link para o Geocaching_Portugal e Geocaching@PT

Rechena - 2003/04/30

Quando cria uma cache nova, é sempre interessante colocar um link para os sites de Geocaching em Portugal, neste caso o Geocaching_Portugal no Yahoo e o Geocaching@PT.

Para isso foi criado um ficheiro com o codigo html que é necessario colocar na descrição da cache.
Poderá visualizar este ficheiro em:<br>
<a href=http://groups.yahoo.com/group/geocaching_portugal/files/</a>;

Obrigado


2º. Encontro de Geocachers em Portugal

MAntunes - 2003/04/30

Está neste momento a decorrer a fase de confirmação de presenças neste Evento, através da “poll”/votação:

http://groups.yahoo.com/group/geocaching_portugal/surveys?id=273130

O 2º. Encontro já tem data (25/5/2003) e lugar marcados (Mata de S. Domingo de Benfica – Monsanto – Lisboa –  http://photos.groups.yahoo.com/group/geocaching_portugal/lst?.dir=/2%ba+Encontro&.src=gr&.order=&.view=t&.done=http%3a//briefcase.yahoo.com/ ).

Caso deseje estar presente neste dia de convívio entre a comunidade Geocacher de Portugal, adira ao Grupo enviando uma msg. para  geocaching_portugal-subscribe@yahoogroups.com   e, caso necessário, crie uma conta no Yahoo (grátis). Depois, faça uma apresentação de si enviando uma mensagem para   geocaching_portugal@yahoogroups.com   e, por fim, confirme a presença na votação acima indicada.

No final deste dia de convívio, penso que estará cheio(a) de “fome”  para ir à “caça” de (mais) uma cache.  


degree confluence project

pfig - 2003/04/24

The goal of the project is to visit each of the latitude and longitude integer degree intersections in the world, and to take pictures at each location. (sic)

http://www.confluence.org/


O meu fim de semana das 8 caches

MAntunes - 2003/04/23

Este fim de semana da Páscoa, dediquei-me em força ao Geocaching e “visitei” 8 caches.

A saber;

– Verifiquei 2 caches minhas, para ver se estavam em condições e adicionei notas e fotos às respectivas páginas.

As minhas caches verificadas são;

1) Castelo dos Mouros: http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=35027

2) Cave of Santa Margarida:
http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=41295

Além de verificar estas minhas caches, procurei 6 caches, tendo encontrado 5, a saber;

1) Roman Bridges: http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=35913

2) The Windmill: http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=40355

3) I´m gonna lay down my heavy load: http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=16274

4) Hanging Gardens of Babylon: http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=41688 , de onde trouxe um TB, Eight Legged Bug que penso deixar numa das caches do Greenshades, na zona de Montemor-o-Novo.

5) Needles of the World: http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=27535 . Tenho e-mail de aprovaçlão do autor para fazer o log nesta cache.

A cache que não consegui encontrar, foi: Uma Aventura na Lagoa II: http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=16308 . Nem sempre corre como esperamos…

Mas isto é relatório, vamos à história:

O fim de semana começou, para o Geocaching, na sexta-feira em que decidi convidar dois dos meus sobrinhos e, com o meu filho e mulher, fomos à caça da Roman Bridges – Depois de investigar na Internet decidi-me pela zona de São João das Lampas em detrimento da zona do Paul do Boquilobo, onde também existe uma ponte Romana.

A atravessar a ponte Romana, existe uma estrada Romana que, numa extensão de 50/60m ainda está em condições de apreciar.

Depois, fomos a Sintra ao Castelo dos Mouros, para  verificar se a minha cache ainda lá estava – recentemente, um Geocacher (Italiano?) colocou uma nota na cache a dizer que não a encontrou… Receio que tenha exagerado ao esconder esta minha primeira cache… É que a mesma já foi procurada por dois Portugueses, um Francês e um Italiano(?)

No Sábado, voltei a ir à caça. Desta vez quase sózinho (a minha mulher foi comigo, à última da hora, quando já me preparava para ir só, com o “Snoopy”, o meu cão). Ainda tentei desafiar o Nuno Correia a ir comigo mas na altura ele não podia ir.

Comecei pela Windmill do ORbelo e devo confessar que a paisagem circundante é espectacular. Eu até comecei por me enganar no caminho e fui ter ao fundo do vale, de onde disfrutei de uma vista espectacular sobre a zona dos moinhos. Ao princípio estranhei porque a cache está naquele moinho e não no outro. Mas depois fui lá ver esse outro moinho e percebi porquê…

Caçada esta cache, dirigi-me ao Ferry Boat de Setúbal para Troia e desloquei-me até Melides, onde efectuei uma pausa para almoçar.  Não posso dizer o nome do restaurante mas digo que a decoração do mesmo é curiosa e os pratos de barro com uma vela acesa por baixo para manter a comida quente, também me convenceram a lá voltar quando passar por aquelas zonas outra vez.

Almocinho na barriga, e vamos à caça. Deixei o carro na zona sugerida pelo Greenshades (+/- a 1km do local da cache), com a minha mulher a fazer o “geocaching” dela; A ler e a ouvir música e fui com o meu cão procurar a cache daquela zona. Comecei por não encontrar o início do caminho e fui a corta-mato até que, mais adiante, o encontrei. A paisagem começou rapidamente a mudar de hortas e eucaliptais para montes suaves de relva, arbustos e árvores, tudo numa mistura suave e verdejante bastante bonita. Tirei várias fotos e tenho pena de não conseguir colocar aqui algumas (já tentei várias vezes mas dá erro)

Segui até à cache e, devo confessar, foi muito difícil encontrá-la! Não quero desmotivar ninguém mas esta cache é um desafio! Recomendo. Estive para desistir três vezes – estava e ainda estou arranhado, o meu cão molhado e elameado – e, quando olhava para trás, havia sempre o impulso de procurar um pouco mais… Ainda bem! A satisfação de encontrar uma cache nestas condições, em que , psicológicamente, já se tinha desisitido de a encontrar e depois encontra-se… é uma sensação única! Com todas as caches que já encontrei, posso afirmá-lo sem receio de exagerar.

Encontrada a cache (excelente disfarce que ela tem!), regressei ao carro, tendo sido difícil a subida do monte porque entretanto o dia aqueceu…

Depois, continuei a minha saga do Sábado e segui em direcção à Barragem do Morgavel para procurar a “Aventura na Lagoa II” do Pedro Regalla, que mora em Sines. Pelo caminho, passei numa aldeia com um nome engraçado: “Deixa o Resto”.

(Não consigo mesmo colocar aqui fotos: ” Upload Failed!
IMAGE0153.JPG – Upload Failed”)

Close Window

Antes tivesse seguido o “conselho” e regressado a casa… porque na Barragem do Morgavel, não encontrei a primeira micro-cache (que tinha as coords. da 2ª) e foi-me impossível “fazer” esta cache. Eu bem me esforcei, a procurar por todo o lado – a certa altura já estava a procurar num raio de 10 metros -, sujei-me, arranhei-me, subi árvores, ajoeilhei-me no chão, etc… uma hora nisto! Esta é daquelas caches em que funciona bem um grupo numeroso para procurar a cache – hà sempre alguém que tropeça nela – mas sózinho… Mas também reparei que, mesmo que tivesse encontrado a micro-cache, a travessia da barragem seria bastante difícil porque a mesma estava cheia e os caminhos sugeridos pelo PEdro, estavam cheios de mato – Hei-de tentar lá para Julho, com uma equipa de amigos. Nessa altura já a barragem deve ter esvaziado um bocado.

Satisfeito com o dia, regressei a casa já a pensar em qual e quando seria a minha 30ª cache!

No Domingo… Páscoa, , missa, família, almoço familiar… já sabem como é… mas a cabeça não parava: “30ª cache, 30ª cache,…”

Como tinha folga na 2ª feira… aí vou eu! Sem nada combinado préviamente, uns telefonemas… e aí estou eu rodeado de putos! O meu filho, 4 sobrinhos e o cão! “Os Sete vão ao Geocaching” Todos entusiasmados para ir à “caça”! Dirigi-me à última cache que me restava na zona de Lisboa-Setúbal: “Hanging Gardens of Babylon” do Pedro cardoso. Mais uma cache dificílima e que é um desafio para os Geocachers …mas esta por outros motivos (não posso dizer mais). Posso, e devo, apenas referir que a caminho do convento, hà alguns sítios perigosos porque se não se vê onde se pôem os pés, pode cair-se nalgum buraco/poço – cuidado, especialmente se houver crianças, como era o meu caso.

Encontrei a minha 30ª cache e o meu 1º. Travel Bug encontrado (tenho 3 TBs criados por mim mas nunca tinha apanhado nenhum.

A parte negativa desta cache é o facto de a zona estar muito suja. Eu já ia prevenido pelos logs anteriores e levei vários sacos. Enchemo-los quase todos…

Depois da cache, que também nos custou a encontrar, fomos almoçar num dos restaurantes de “Choco frito de Setúbal”. Excelente! Os putos estavam esfomeados e, antes dos pratos, “varreram” tudo o que estava na mesa! Salada de polvo, azeitonas, pão, manteiga, queijo… é o Geocaching! Mas depois, como as doses são bem aviadas, ainda sobrou comida para o “Snoopy”.

Depois do almoço, decidi ir verificar a minha cache da Arrábida (Cave of santa Margarida) e mostrar a Serra da Arrábida aos meus sobrinhos que adoraram (alguns deles não a conheciam). Na gruta da cache, experimentei colocá-los à procura da cache e disse-lhes as pistas que estão na pág. da mesma e funcionou! Eles encontraram-na sem grandes dificuldades… Também lhes ensinei o “trash out”. Um saco cheio de lixo…

No regresso a Lisboa…. tinha que ser! Não é que, de repente, me lembrei do Cristo Rei… Levei lá os putos – 3 dos meus sobrinhos nunca lá tinham ido – e registei a estátua numa LC “Needles of the World” – Tenho e-mail do autor a confirmar que a estátua, pelas suas características, está qualificada para aquela cache. Se nao desse, paciência. Tinha valido a pena por causa do passeio que proporcionei ao putos.

E assim acabou o meu fim de semana de 4 dias e 8 caches “visitadas”… com montes de logs para fazer no Geocaching.com e uma grande satisfação em mim e, estou certo, nos que levei comigo.

No próximo dia 25/4/2003, se o tempo estiver bom, vou “atacar” as três caches que o Greenshades tem na zona de Montemor-o-Novo e deixar lá o TB do Pedro Cardoso.

Depois… bem, depois para “fazer” uma cache terei que andar centenas de quilómetros…


HintDecoder by hugodasilva

2 Cotas - 2003/04/23

Boas,

Deixei um ficheiro .CAB nas "Files". Este ficheiro instala em
PocketPCs ARM o Programa Hint Encoder/Decoder.
Muitas caches exigem que se leia as Hints, necessariamente. Quando
fui buscar a minha ultima cache, estive debaixo de chuva a tentar
descodificar a hint que tinha levado impressa em papel, so para o
caso…
Para aqueles que, como eu, tem GPS no PocketPC, a partir de agora
descodificar as Hints vai ser tao simples como carregar num botao.
Podem escrever a hint tal como esta na caixa de texto do programa,
ou podem copia-la previamente para o pocketPC e fazer o LOAD do
documento.
O programa foi feito em VS.NET, pelo que, para aqueles que ainda não
o tenham, é necessario instalar o Microsoft .NET framework.
Quaisquer duvidas ou comentarios sao bem vindos.
Envio a versao para MIPs ou SHR3 (nao testadas) para quem pedir.

Divulguem o programa à vontade, desde que este não seja modificado.

Cumprimentos, e boas caches.

<a href=http://groups.yahoo.com/group/geocaching_portugal/files/>Link para o HintDecoder</a>


A Fronteira de Baixo

2 Cotas - 2003/04/22

by <a href=http://www.geocaching.com/profile/default.asp?A=105435&gt; Roberto Esteves</a>

N 41° 56.914 W 008° 11.067 (WGS84)
UTM: 29T E 567597 N 4644387

Uma fronteira fisica, é sempre um lugar mágico. Uma faixa de terra que encerra em si mesma um duplo significado. Um encontro ou separação de culturas, de organizacoes sociais e vivenciais entre os povos. O que pretendo….

<a href=http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?ID=63548>View Cache</a> @ <a href=http://www.geocaching.com>Geocaching.com</a&gt;


What is Geocaching?

2 Cotas - 2003/04/22

Geocaching is an entertaining adventure game for gps users. Participating in a cache hunt is a good way to take advantage of the wonderful features and capability of a gps unit. The basic idea is to have individuals and organizations set up caches all over the world and share the locations of these caches on the internet. GPS users can then use the location coordinates to find the caches. Once found, a cache may provide the visitor with a wide variety of rewards. All the visitor is asked to do is if they get something they should try to leave something for the cache.

<a href=http://www.geocaching.com/faq.asp&gt; FAQ</a> @ <a href=http://www.geocaching.com&gt; Geocaching.com</a>


International Cache In Trash Out Day: April 26

2 Cotas - 2003/04/22

Magellan and Groundspeak are sponsoring the first international Cache In Trash Out Day on April 26th, 2003. Cache In Trash Out Day is an opportunity for Geocachers to help clean up the parks and other cache friendly places throughout the world. <a href=http://www.geocaching.com/cito>Click Here for more details…</a>



Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 38 queries in 0.373 seconds.