Comentários assassinos ou logs de que não se gosta

2 Cotas - 2005/09/29

Somos todos diferentes e os resultados do que fazemos idem.
Já me aconteceu, descrever uma cacada mal sucedida e ter um senhor, entretanto desaparecido das lides, amarinhar pelas paredes.

Optei por escrever sobre tudo mais alguma coisa, porque na realidade abomino os “muito bonito, parabéns, gostei muito”, principalmente mas GCM.

Mas o que fazer? A coisa não presta, esta mal feita, o sitio e foleiroso, a descrição enganadora e a cacada correu mal. Tudo em conjunto ou em diversas composições.
Provavelmente dirão alguns que desbroncar logo e em directo e a melhor opção. Ca para mim acho que, ate prova em contrario, toda a cache e feita com a melhor das boas vontades e sabedoria, vai daí, partir logo para a guerra pode ser prematuro. Um mail ao owner a pedir modificação, ou outra qualquer intervenção deve ser a primeira opção. Ele pode precisar de um qualquer feedback para melhorar a coisa.

Porque verdade verdadinha, custa o mesmo mandar um mail ao homem a reclamar do que custa partir para a guerra sem mais avisos. Por isso não há justificação de colocar um log negativo.
Mas, (já ca faltava…), e os logs dúbios? Os logs que podem induzir em maus segundos sentidos? Que podem ser mais prejudicais do que aquilo que era suposto? Qualquer pessoa de bom senso altera um log. Qualquer pessoa bem intencionada, e na duvida, pergunta ao owner o que acha e se pretende modificações. Acho eu…

Segundo problema. O que e um log negativo?
Eu dou um exemplo: No ponto onde está a cache, não existe mais nada de interessante para além da vista que já conhecíamos das fotos e ainda por cima, não a conseguimos ver no local por causa da neblina baixa…  
Este e o meu exemplo ultimo de um log maldoso. Mas há mais exemplos: Uma dica: é possível evitar parasitas e cardos indo de jipe até à cache, mas é preciso ter uma atitude "desprendida" no que diz respeito à pintura… Mesmo muito desprendida!
Outra variante e fazer afirmações assertivas em demasia: (quando digo cerrado, é cerrado mesmo… escusam de olhar para a foto que o geocacher anterior tirou de um caminho amplo… é que em dois meses, as silvas tomaram conta de quase todo o caminho). Todos os dias nos acontece encontrar uma estrada a meio metro da cache onde chegamos depois de atravessar 500 metros de silvas. Posso dizer que esta mesma cache foi feita na semana seguinte por uma senhora de braço ao peito que falou ao TM a maior parte do caminho. Alem de que os achadores seguintes não referenciaram qualquer dificuldade acrescida ou anormal.
Bem, tendo definido o que considero um log negativo, resta-me dizer que nestes casos vou começar a aplicar uma regra muito clara. Primeiro contacto o logador pedindo-lhe que altere o seu log, e que me recomende as alterações que considere adequadas. Trocarei os mails que achar necessários e tentarei contemplar todas as opções que se colocarem. Mesmo retirar a cache.
Se mesmo assim o log se mantiver em termos que eu ache demasiado “fortes” eliminá-lo-ei. Se todos procedermos assim as regras serão claras e iguais para todos.
Mas, que vos parece?

7 responses so far ↓

  • 1 Torgut // Sep 30, 2005 at 01:10

    Parece-me que estás no teu direito e apenas isso. Os logs que deixarem nas minhas caches serão sempre à responsabilidade e consciência de quem o fizer, excepto em situações de ajavardamento claro e intencional.

  • 2 Jose Adonis // Sep 30, 2005 at 10:27

    Acho que é uma atitude demasiaso forte a tua! Como já alguém disse, o mal fica sempre com quem o fez. Além de que muitas vezes reflecte a própria experiência (termo aqui usado no sentido de "coisa nesse momento vivenciada") do geocacher, que dessa vez pode ter tido um evento menos feliz. Como tu próprio apontas como exemplo, por algum motivo posso ter chegado a uma cache atravessando 500m de silvas só para descubrir que afinal havia uma estrada mesmo até lá. Ficava chateado, claro que ficava chateado ;). Agora se o log depois refletisse esse estado de espírito do autor, ou pelo contrário uma descrição bem humorada das venturas e desventuras de um geocacher; acho que só tens de aceitar. Todos diferentes, todos iguais.
    Agora, se como o Torgut disse existir um "ajavardamento claro e intencional", então claro!! Força com esses impulsos censórios e que não te doam as mãos. Mas bem vês: do ponto de vista ético, as palavras chave da citação anterior são mesmo **claro e intencional**. Se éticamente e em conciência puderes inferir tal, estás à vontade.
    Mas este é só o meu ponto de vista…. e afinal as caches são tuas. Se quiseres também podes ser um ditador com elas e só temos é que aceitar. Tal como depois tu aceitas as reacções da comunidade ás tuas acções.

    Mas não stresses. Isto é mesmo é para a malta se divertir.

    PS – Adoro silvas, principalmente no fim do verão quando estão carregadas de amoras!!! 🙂

  • 3 2 Cotas // Sep 30, 2005 at 12:24

    Como devem ter percebido do texto, a fase "censória" é apenas e tão só a ultima de uma conversinha civilizada.

    Agora, não pode ser ignorado o efeito "assassino" de um log mal intencionado. Reparem que existe uma grande diferença entre dizeres que não encontraste o caminho, ou que o passeio te correu mal e afirmares objectivamente que não ha caminho.

    A diferença esta em descreveres a tua má experiencia ou acabares o teu log dizendo: "…acho melhor arquivars a cache até ela estar como desejas…".
    A cache está, exactamente, como eu e 99% dos outros colegas que já a fizeram, desejamos.

    Bastava uma unica frase: "Não gostei!", ou "cache sem interesse", ou "se fosse hoje não a fazia", ou "correu mal", ou "perda de tempo".
    Agora juntares os "predicados" todos e mais umas tantas classificações gratuitas?

    Foi essa conjugação que me levou a difinir este procedimento. Afinal, quem vai a uma caçada não volta lá outra vez.

  • 4 portelada // Sep 30, 2005 at 13:29

    Há semi-jovem …mete lá as cahinhas que o pessoal agradece …. é sempre bom andar á nora 1 hora á procura de uma cache (que estava a olhar para nós) num parque manhoso em cima de uma aterro sanitário, ainda por cima com 2 guardas engraçadinhos a mandar piropos !!!

    NO STRESS !!!!

  • 5 caixeiros // Oct 4, 2005 at 13:27

    …como os logs de um que encontrei em 2 caches colocadas por geocachers diferentes. Resolvi ver o profile dele. Vejam o estilo, apesar de todos os logs anteriores ou posteriores não confirmarem nada do que ele diz:
    —————-
    Esta foi a primeira cache do dia, e deixou-nos muito desanimados.
    Chegamos ao parque e parecia estar "deserto", tinha apenas alguns casais de namorados em "arrunfos" 🙂
    Ficamos contentes pois iamos poder procurar a vontade.
    Chegando ao local, estavamos sós… procuramos durante uns 20 minutos, e ja a tinhamos localizado quando nos deparamos com meia duzia de miudos a olharem muito curiosos para nós… Felizmente não evidenciamos o local exacto… e ainda andamos a fazer um pequeno teatro, a mexer em coisas do chão, como se estivemos a analisar algo. Nada mais tivemos a fazer senão abandonar o local

    —————-

    Segunda cache do dia, e segunda má experiencia também.
    O local até era engraçado, mas muito povoado, pelo que tinhamos pessoas a olhar directamente para nós, a seguir-nos os passos. Mesmo assim, tentamos procurar discretamente, localiza-mo-la mas não lhe conseguimos mexer. Isto tudo depois de virmos de uma cache onde se passou exactamente o mesmo…
    —————-
    A cache foi fácil de encontrar, mas foi impossivel de a abrir e escrever um log, pois ali é o "poiso" de vários pescadores que ali permanecem horas a fio, para não falar que é zona de passagem para a praia, o que nos impediu de verificar o conteudo da caixa.
    Tanto terreno ali ao pé, livre de olhares indiscretos, e foram por logo naquele sitio, mas…
    Se calhar a intenção era de colocar o geocacher num belo ponto de observação, mas tem de se ter em conta, se costumam ou não estar lá nesse preciso local algumas pessoas…
    —————-
    Depois de lermos o log anterior, perguntamo-nos se a data dele não estará errada, e se por acaso aqueles mirones incomodativos seriam mesmo eles. Se se confirmar, só mostra em como não há pessoas interessadas em jogar, se se fica a ver a "tactica" dos outros.. pelo menos na nossa maneira de ver, ao encontrar-mo-nos com geocachers, ou abandonava-mos o local (também para não estragar a nossa parte de "procurar a caixa",) ou até nos juntariamos a eles, e procuravamos em conjunto…
    —————-
    Deixamos o carro um pouco longe para que caminhassemos um pouco mais e assim simulassemos uma cache a sério 😛 LOL
    Tanta mata virgem e metem a cache ali? Ai meu deus…
    —————-
    Esta cache foi muito engraçada, fácil de encontrar, mas porém bem discreta (ou bem escondida) de olhares "não geocachers" 😛
    Mas bem que podia estar num sitio mais discreto, o parque é tão grande!
    Estivemos lá cerca das 19:00h e pelo menos naquele sitio, não estava ninguem 😛
    —————-
    Esta cache não podia ser mais drive in 😛 Quase não tinhamos de sair do carro pra abrir a caixa… LOL
    Mais uma vez, foi fácil de encontrar, estava num sitio mais que obvio 😛 uma vez mais também, tinha montes de pessoas à volta, a olharem directamente para nós. Tinham tanto espaço, não conseguimos mesmo compreender porque é que a cache teve de ficar ali 😛

  • 6 Geografo // Oct 4, 2005 at 16:04

    Sou pela liberdade de expressão nos logs, tanto para dizer bem (de preferência) mas também para dizer mal, se achar que se justifica.
    É um facto que há casos de caches muito más, e a tendência é para aumentar o número. Nascem como cogumelos por todo o lado, postas por vezes, por quem ainda não achou nenhuma, e o resultado está à vista, pois a essa lista de logs apresentada pelo caixeiros, muito mais havia a acrescentar.

  • 7 Grade // Oct 16, 2005 at 23:49

    Na minha modesta opinião, de quem anda nisto há meia dúzia de dias, apenas acho que é escusado andarmos aqui a fazer de contas que todas as caches são interessantes e bonitas…
    Com o aumento do número de geocachers em Portugal irá verificar-se um aumento no número de caches colocadas, (muitas delas nem interessam como, nem porquê e muito menos onde…) e de certeza que nem todas serão maravilhosas…
    Ninguém dúvida que o façam com a melhor das intenções mas a realidade é que existem termos de comparações e portanto seria uma hipocrisia pura andar a logar caches com um "muito bonito" ou "grande cache" ou ainda "gostei muito, foi altamente"…
    A verdade é que há caches boas, assim como há caches más… assim como haverá geocachers bons e outros menos bons… agora termos que ser todos iguais ou, pior ainda, termos que ser todos o que alguns querem que sejamos….isso é que não!!!
    Se existem logs infelizes, como alguns lhes chamam, esses dizem respeito somente a quem o escreve e ao autor da cache a quem é dirigido, logo devem ser essas duas pessoas a entenderem-se.
    O que não posso concordar é que os "donos da consciência alheia" andem por aí a espalhar comentários sobre o que acham bem ou acham mal, sobretudo em locais que não me parecem ser os mais apropriados. Para isso é que existem fóruns de discussão e endereços de e-mail.

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.132 seconds.