"Loca do Gato"

MAntunes - 2003/12/14

Desta vez sou eu que conto a história. Já chega de andar a explorar animaizinhos e novatos. Preparem-se para uma história chata e comprida.

Era uma caçada que já estava "alinhavada" desde a "Half a Mountain". Infelizmente o Nuno não pôde ir conosco. Desta vez preferiu ir armar-se em abominável Geocacher das neves.

Eu e o "PH" tinhamos combinado encontrarmo-nos à porta da casa dele às 14H01 e, a esse minuto, lá estávamos os dois – quem usa relógios atómicos com nós, nunca anda atrasado  ;-).

Depois rumámos em direcção à A8, saímos em  Montachique, EN8, Lousa, Ponte de Lousa e local proposto para o estacionamento.

"Snoopy" cá para fora, verificámos os mapas – "Não hà dúvida, é aqui" – sacámos dos bastões de caminhada e metemos botas ao caminho. Um pouco enlameado no ínício mas depois melhorou.

Conforme íamos subindo, a paisagem ia mudando para melhor: o ruído dos carros ia ficando cada vez mais distante e, se não olhássemos para baixo, o sarapintado de casas e casarios desordenados deixava de se ver e "só" se viam montes de perfil suave uns, outros mais encumeados, alguns moinhos e, os inevitáveis afloramentos calcários que naquela zona são bastantes. Desde hà pouco tempo, novos elementos tornaram-se impossiveis de não se dar por eles: As 4 ventoinhas geradoras de electricidade atavés da energia eólica – Estão distribuída por detrás do monte para onde nos dirigíamos – parece que estão a guardar a "Loca do Gato".

Como "medida de segurança" enviei um SMS a um Geocacher para lhe dizer que estávamos a caminho daquela cache e que, se não déssemos notícias dentro de duas hora que chamasse a Protecção Civil, por favor – não sei se ele levou isto a sério mas é melhor que alguém saiba por onde andamos, não vá o Diabo (neste caso o Gato) tecê-las…

Chegados a determinado ponto, decidimos não seguir pelo caminho proposto para a ida mas ir pelo caminho proposto para a vinda – não é que tivéssemos desistido mas decidimos abordar a cache por um determinado ângulo em detrimento de outro (não estão a perceber pois não? Óptimo!).

Tirámos umas fotos, andámos e a certa altura lá estávamos na zona por nós escolhida para iniciar a caçada.

Como ultimamente nas caçada colectivas, tenho ficado para último lugar, desta vez fui o primeiro a tentar. O "PH" tirou uma foto do momento em que eu estava a tentar convencer o "Snoopy" a dar uma ajudinha na procura do "gato" e afastou-se para eu procurar.

Aqui não posso adiantar muitos pormenores apenas de que ao fim de meia hora desisti e dei o lugar ao "PH" para ele procurar. Eu afastei-me e fui dar de beber ao cão. Sentei-me no alto de um cabeço e fiquei por ali a apreciar a paisagem enquanto o "Snoopy" andava entretido nas suas vistorias.

Ao fim de cerca de meia hora, aparece o "PH" a dizer que não conseguia encontrar a cache. Então, decidimos mudar de estratégia procurando a cache em conjunto e deu resultado.  

Na cache, além do registo do David, encontrámos um outro registo ainda não reportado no Geocaching.com – espero que seja apenas temporário. Também encontrámos a cache um pouco molhada por dentro. Fizémos a manutenção secando-a o melhor possível e substituímos o saco ziplock exterior por outro – o anterior estava roto e mal fechado.

A certa altura, o "PH" dá uma palmada na testa… Tinha-se esquecido da  prenda para trocar (influência de andar na companhia do "PedroOCoyote", acho eu…). bom não vale pegar em urtigas e metê-las dentro da cache: Ficas sem prenda! Ainda começou a dizer que curtia "bué" a prenda que eu coloquei lá dentro mas não teve direito a nada… Ficou-se pelas fotos da cache escancarada….

Depois fomos investigar a gruta, onde fizemos o "trash out", porque havia lá algum lixo e tirámos algumas fotos. Aqui io "PH" comentou que os vestígios de escavações que ali se verificam, poderá ser de "caçadores de tesouros" à procura de artefactos para vender. Até espetaram um cavilha no tecto da gruta para pendurarem a lanterna (penso eu…).

Inicíamos o regresso – não deu para irmos dar a volta completa porque demorámos muito na procura da cache e já estávamos a aproximarmo-nos do fim da tarde. Durante o caminho de regresso, ainda passámos por uma "meia barraca" ao enganarmos-nos e termos ido parar a um um "beco sem saída". Como não gosto de voltar para trás – especialmente se o "trás" está numa cota superior ao "frente", metemos as botas pelo meio dos arbustos e rápidamente demos com um trilho que nos levou à "estrada perdida".

Fiquei a saber, pelo "PH", que aqueles montes que salpicam a região que se estende entre Mafra e  Lisboa, são resultantes da actividade vulcânica na zona e que os montes mais definidos, são cones vulcânicos. Bolas… onde eu fui colocar a minha rica "MAntune´s Book Box"… lá se vão os livros todos pelo ar! Respondi-lhe que os montes me faziam lembrar uma determinada parte do corpo da Fafá de Belém…. aqui hà uns 50 anos atrás. Talvez…

E pronto.  Foi assim a caçada numa zona que já começo a conhecer um pouco melhor, graças às três caches que por ali estão mais ou menos "à vista" umas das outras.

Até a próxima.

4 responses so far ↓

  • 1 Lobo Astuto // Dec 14, 2003 at 23:50

    É verdade sim senhor… a neve era muita, a cache era pikena… bem… aguardem pelas fotos e pela história! 🙂
    Brevemente num site perto de si!

  • 2 bargao_henriques // Dec 15, 2003 at 10:57

    Só tenho pena de me ter iniciado nestas aventuras do geocaching há tão pouco tempo… Senão, de certeza que me ia colar a ti e ao Snoopy para mais algumas das 60 e tal caches que já visitaste e que ainda me faltam… Mas Portugal é grande!

    Já agora outra coisa, ficaste com vergonha de contar a tua aventurazita com o GPSr a mandar-te para a Sibéria, foi? Eheheheheh 😛

  • 3 DSAzevedo // Dec 15, 2003 at 11:22

    Qual era o GPS que mandou o dono para a Síbéria? O do Manel? Logo vi…

  • 4 clcortez // Dec 21, 2003 at 19:32

    Pois é, o MAntunes enviou-me uma sms para o caso de não dar sinal de vida ir avisar a protecção civil (lol)! O que ele não sabe é que a protecção civil ia precisar mais de um gps que ele próprio para chegar ali!
    Mas ainda bem que a caçada valeu…
    Agora digam lá, foi assim tão dificil?
    Acham que o Diamantino não a acha? 😛

    Diamantino…coragem!! Vai-te a ela, pa! 🙂

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.274 seconds.