Micro Aventura de Fim-de-Semana

PedroOCoyote - 2005/07/04

Micro Aventura de Fim-de-Semana

Cá estou eu para mais uma aventura hilariante no Fim-de-Semana de 2 e 3 de Julho.
Tudo começou assim, estava em casa durante a semana a fervilhar com a quantidade de caches que existem agora tão perto de mim (à ano e meio afastado do Geocaching), foi quando resolvi fazer uma rota para o sábado de manhã, e então comecei a pesquisar pelo site do GeoStats e comecei a imprimir caches da linha de cascais: “Boca do Inferno”, “DP2-Citadela”, “Costa do Sol”, “Azarujinha”, “Bafureira”, “DP1-The Five Sisters“ e “Quinta da Alagoa” isto só para fazer da parte da manhã bem cedo (8:30, UAH, ), para aproveitar  o pouco movimento que houvesse por lá. E lá fui eu.

Sábado

Então, 8:30 da matina levanta-se o “Coyote” com o toque do despertador (Telemóvel),
Mochila cacher às costas, boné e óculos de sol, e claro o novo GPS. 1º Destino, “Boca do Inferno”, chegando ao local salto fora do carro, aprecio o local (bela vista, já conhecida) e analiso a zona, (bem acho que vou ter aqui uma árdua tarefa?) com a quantidade de plantas que fazem bons esconderijos, e toca a “farejar”, vasculhei por tudo o que era buraco e nada, comecei logo a pensar que o dia me ia correr mal, pois esta primeira foi logo “NOT FOUND”, bolas!!!! Espreitei as dicas e o que não faltava ali eram rochas e plantas das tais “Carpobrotus Edulis”, umas mais tipo “Carpas Brutas e Doem”, sim porque levantar aquelas planta toda dá para transpirar, visto as coisas assim desisti depois estar à mais de meia hora à procura. Então toca de arrancar para 2ª cache “DP2-Citadela”, foi então que comecei as minhas descobertas, chegando ao local, digo logo assim (Uhm! Não vai ser fácil), pois nesta era ao contrário, buracos nem vê-los e o maldito GPS a apontar para o meio da estrada, parecia eu um policia sinaleiro do parque de estacionamento, depois o gajo pôs-se a apontar para as palmeiras (devia estar cheio de calor então queria ir para a sombra, mas na minha ideia como a sombra era pouca para a minha cabeça fui-me sentar um bocadinho a olhar para o local com o gajo a dizer que a 9 metros no sentido da estrada, levantei-me e pus a circular, quando de repente encostei-me uma coisa que desatou a mover-se e quase que tínhamos o “Coyote” estatelado no chão e a dizer (Achei….Achei….já estava a ficar desconfiado dos meus dotes de Geocacher) fui-me sentar novamente a fazer o Log, voltei a colocar a cache dizendo (deixa ver vai ser o próximo a cair nesta armadilha. EHEHEH) e pus-me a caminho da 3ª cache “Costa do Sol”, chegando ao local resolvi comprar uma garrafinha de água (o que eu fui fazer, arrependi-me logo, pois custou-me 1,50€ uma garrafinha de 0,50 l, e eu com tanta água em casa. UHUH!), fui sentar-me um pouco no jardim para descansar um pouco e procurar a cache, que até foi relativamente fácil, o problema foi tira-la de lá, pois estava presa e não queria sair, quando comecei a pensar como iria fazer o Log, após estar lá de volta à 30 minutos lá consegui, feito esta fui a caminho da 4ª cache do dia (manhã) “Azarujinha”, cheguei ao local apreciei o “Topless”, desculpem, enganei-me as vistas dali de cima (AAUUUUU!!!!) que fiquei de tal maneira baralhado que a cache foi “NOT FOUND”, bem até agora temos um saldo mediano (50%) encontrei 2 em 4, até ao momento….mas também o que é que eu cria, a distrair-me daquela maneira (os “Coyotes” também não são de ferro ). 5ª cache “Bafureira” a fazer lembrar belas noites passadas no “Scala” que agora é “HZ club”, e lá fui eu, toca de “farejar” o local (que estava cheio de M….. até sofás lá havia, uma tristeza ver estes locais assim) que tive que ter um certo cuidado a procurar a cache, também pelo movimento e a quantidade de “mirones” que há por ali, e nada, mais uma “NOT FOUND” (rsrsrsrs, isto está a piorar). 6ª cache “DP1-The Five Sisters” uma zona onde eu costumo passar por ali muitas vezes, estaciono o carro no sitio indicado na página da cache, e aqui vamos nós, toca de subir aquela montanha e quando chego ao sitio qual é o meu espanto que estava tudo ardido, pois deviam ter estado ali uns delinquentes a fazer lume e não terem apagado bem a coisa, pois porque vi lá uma grelha de fogareiro (cambada de “Estúpidos”, desculpem mas é mesmo assim), então vi logo que a cache não devia estar lá, mas pela minha insistência e por ser uma cache do DanielOliveira resolvi “Farejar” o local, e foi mesmo mais um insucesso do dia, novo “NOT FOUND”, olhei e a estatística estava a ficar negra (33%), achei 2 em 6, bem melhor já não posso fazer, mas posso consular só com o melhoramento da estatística e ir procura a ultima cache que levava, a 7ª “Quinta da Alagoa”, quando lá cheguei disse ( olha já vim aqui tirar fotografias para vários casamentos), pus a caminho do local que quando começo a “farejar” só o meu GPS a passar-se da cabeça, pois tanto indicava 9 metros para Norte, como 6 metros para Sul, 2 para Oeste e 5 para Este, ou então que estava no local (ANHHH!!!) três pancaditas na tola do gajo e nada (Raios!!!), toca de ler a folha da cache, quando olhei qual era o meu espanto que as palavras estavam a sair das margens do lado direito (TÓTÓ!!!) Não sabes mesmo imprimir as folhas, bem feita levas com mais um “NOT FOUND”. Toma lá que é para aprenderes a trazeres as coisas como deve de ser), mas pronto, tentei decifrar a coisa até que consegui e encontrei a cache, fiz o Log e toca de ir de regresso a casa almoçar, pois já eram 13:45, e por passar tantos “Bip-Bip” pelas vistas na Quinta que fiquei cheio de larica.
De caminho de regresso a casa, toca o telemóvel com uma msg (Então rapaz k fazes?), e vai de responder (Geocaching), quando de repente toca outra vez, mas desta vez a chamar, era o meu Primo (o tal que se transformou no dia seguinte como “Jonny Bravo”), diz ele muito espantado (estás a fazer o quê?), e eu com a minha delicadeza (pronto! Caça ao Tesouro), lá tive que eu explicar aquilo tudo, quando ele me diz (então lá almoçar comigo, e depois explicas-me melhor isso), e lá fui eu. Durante o almoço e com a minha desilusão pela manhã de Geocaching disse que queria lá voltar, mas que esta tarde ainda queria ir tirar coordenadas para a colocação da minha 3ª Cache, foi quando ele que amanhã (domingo) estava de folga e se eu queria lá voltar às caches que eu não tinha encontrado, foi quando eu lhe disse que (está combinado. Porque 4 olhos sempre vêm melhor que 2), entretanto terminado o almoço lá fui eu tirar as coordenadas da minha próxima cache, foi quando eu lhe disse (então vamos até tua casa que é no caminho, deixas o teu carro e vens no meu), e assim foi, quando chegamos ao local lembrou-se de perguntar pelas chaves do carro dele, agora vejam só isto, o rapazito esqueceu-se das chaves dentro do carro, resumindo, um retorno à casa dele, e uma aventura diferente na abertura do carro….!!! Lá se conseguiu (Acho que me vou dedicar a assaltar carros…sempre devo conseguir mais, do que ir à descoberta de caches), posto isto regressei a casa e combinado de irmos às caçadas no domingo seguinte.

Domingo

Após uma noite exaustiva , toca o despertador, 9:30 da matina após de 1 hora de sono, não sei se estão a ver né!!! Lá fui eu buscar o seria o novo Geocacher “Jonny Bravo”, e seguimos rumo para a 1ª cache do dia “Bafureira”, chegamos ao local e virei-me para ele dizendo (olha, levas tu o GPS que pode ser que te dê indicações diferente e sorte de principiante às vezes dá jeito), mas não deu e tal como ontem começamos com uma “NOT FOUND” e fiquei com a duvida se a cache lá estará, 2ª cache “Azarujinha”, toca de seguir caminho, chegando lá o “Jonny Bravo” levava o GPS como na outra e para ganhar experiência , eu seguia na frente dele, quando de repente olho para trás e não o vejo (oh! “Jonny Bravo” onde é que tu andas?), e ele com a sua inexperiência disse (então, esta treta está a mandar-me vir para aqui!), e eu logo disse para com os meus botões (então eu ontem andei a fazer figura de parvo, pois né que eu ontem não vi esta treta e bem o GPS dizia que eu estava a 7 metros!!! TÓTÓ!!!), epronto lá encontramos a cache e o “Jonny Bravo” fazia o seu 1º Log, claro, a gozar comigo (rsrsrs), daqui seguimos para a 3ª cache do dia “Boca do Inferno”, outra vez a mesma situação, eu a teimar em ir para a mesma posição que tinha estado ontem e ele a ir para outra (ai o “tanas”, tu queres ver que o GPS ontem esteve a dar-te baile?), e foi mesmo, o “Jonny Bravo” voltava a ter razão (rsrsrs) e eu pensei logo (esta treta vai ser um gozo autêntico comigo lá no site quando for fazer os Log’s. Estou tramado! ), foi então que resolvi vingar-me e levei-o a fazer a cache “DP2-Citadel” sozinho (EHEEH), foi um farto-te de rir, só visto, o rapazito com a cache na mão e a dizer que não estava lá nada (AH!! AH!!! AH!!!), só faltou deitar-me na relva a rir ,  o “Jonny Bravo” fez o Log e de seguida seguimos para a ultima cache do dia “Guincho Micro Cache”, no caminho tivemos mais uma aventura, a ventania que se fazia sentir era tanta que a estrada estava coberta com vários rios de areias e deparamos com um carro (“SMART”) completamente atascado e resolvemos ir ajudar, quando saímos do nosso carro foi só comer areia (nem imaginam como ficamos, parecíamos ter o novo deserto do “Sahara” na cabeça! ), depois de termos tirado de lá o “SMART” fomos então à descoberta da cache, chegando lá demos logo com o sitio, foi só questão de procurar um pouco…
Feito isto a percentagem hoje era bem melhor (80%) 4 em 5, resolvemos ir almoçar, já eram 14:00, durante a conversa do almoço relembra-mos diversas situações e eu expliquei a situação dos registo nos diversos sites em que participamos, resolvi ir tirar as coordenadas para a colocação da minha tal 3ª cache (que promete!!). Feito isto foi altura de o deixar em casa e eu ir para a minha fazer os Log’s e deixar a história de busca para hoje, pois seria muito longa (como podem constactar!! )…. Mas espero que gostem e se divirtam, pois foi feita com muito gosto…

PedroOCoyote

P.S. – Perguntam vocês (Porquê micro fim-de-semana se foram tantas as caches a que foram?), e respondo (Porque eram todas Micro-caches. )…

     E o Bip-Bip que se prepare que os “dinamites” estão a aparecer por aí….

4 responses so far ↓

  • 1 MAntunes // Jul 4, 2005 at 20:32

     
    Claro que gostei de ler a história que das caçadas que, gentilmente, partilhaste conosco. 🙂

    Talvez entusiasmes os "velhotes" a voltar a partilhar as histórias das caçadas, como acontecia aqui hà uns tempos… (contra mim próprio falo ;-))

    Obrigado!

  • 2 2 Cotas // Jul 5, 2005 at 09:53

    …para a proxima contas isso em duas vezes, tá bem? Fiquei cansado.

    Outra coisa! Tem calma. Não te apresses, as caches não fogem. Essa de fazer uma duzia, ou lá quantas é que foram num fim de semana, é demais. Bem sei que astavas esfomeado, mas não abuses. Uma, duas, no maximo tres e já chega, senão um dia destes tens que começar do principio outra vez.

    Abraços
    Diamantino

    PS: Bem sei que foram micros, o que não é bem geocaching, mas mesmo assim…

  • 3 PedroOCoyote // Jul 5, 2005 at 13:58

    Não foi com fome de geocaching, foi que elas eram todas relativamente perto umas das outras, e como já andava para ir fazer a "Boca do Inferno" à muito tempo, e agora com o Geostats, ajuda muito. Não fiz mais de 15 Km´s entre todas…
    Em compensação já angariei mais um Geocacher (wink)

    Abraços

    PedroOCoyote

  • 4 ricardorsilva // Jul 5, 2005 at 20:41

    Sim! E o ´Jonny Bravo´ começou logo por encontrar a minha ´Azarujinha´, o que me deixou orgulhoso! (claro que isso foi porque não encontrou a ´Bafureira´ antes, mas adiante…)

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.253 seconds.