Escalada na Guia…Iniciação de um

- 2006/08/28

Ainda estive para dar um titulo ao artigo, assim tipo, "Iniciação à escalada de Costa dos Lamas", mas acho que o titulo final fica mais adequado.

Arrastado pelo movimento geocacher que se formou durante a tarde no Event Kids,Icecream & Geocaching, que se realizou em Cascais, vejo-me de repente misturado numa fila de carros que se dirigiam a um Copo de Água, buzinando efusivamente rua acima, quase perdendo de vista o resto do pessoal que se dirigia ao local da cache, felizmente tinha comigo um GPS com as coordenadas do local da cache. Isto estava a começar bem…Radical…
Depois desta descarga de pura adrenalina, e de chegarmos ao local onde está esta cache, ainda sob o efeito de duas doses de gelado, dei por mim a saltar um varandim junto a uma falésia e a tentar perceber como é que há tipos que conseguem subir aquilo… têm pelos nas mãos como os insectos nas patas? são extraterrestres disfarçados?, levam uma corda amarrada à cintura para disfarçar?
Definitivamente eu estava ali para descobrir mesmo qual era o segredo…
Bom, enquanto decidiam o método para chegar à cache, (lembro que o desígnio era a escalada) montou-se uma descida em rappel até à cache…
Aquilo não batia certo…estavam a tentar dar-me a volta…
Decidi dar a volta e verificar de outro ângulo…
Desci até ao fundo da parede, (pelas escadas é claro), e já com mais uns geocachers do grupo ficámos a ver o Cláudio em rappel, a passar em velocidade excessiva pelo local da cache e não conseguir deitar-lhe a mão (mais tarde tramou-se que teve de lá ir colocá-la de novo após brilhante manutenção por parte do BrunoNF, owner desta cache que dai a momentos me estaria a iniciar neste hobbie maluco que é trepar pelas paredes, literalmente falando). Mas isso fica para mais tarde. Agora vem a parte da caçada.
Após verificar que o rappel não tinha piada nenhuma naquela cache, gritei lá para cima…"-Épa, isto é melhor fazer em escalada…"
E não é que me ouviram, até parecia que eu era entendido na matéria,(bom… já me amarraram uma corda e tentaram descer por um buraco…mas isso é outra história…), rapidamente veio o pessoal todo cá para baixo, só ficando lá em cima o Lumacafi e Wonderursa que foram os únicos que tiveram juízo.
Montada a parte da assistência, ficámos deslumbrados com a facilidade com que a equipa BrunoNF e Touperdido trataram de montar o equipamento e em três tempos estava aberta uma via de escalada até ao topo.
Visto de cá de baixo e com a facilidade com que o Rui lá chegou a cima aquilo só confirmava a minha teoria… o filme "Men in Black" tem o seu quê de realidade.
Cache em local que toda a gente tinha acesso e lá se foram escrevendo uns logs envergonhados, mas enfim pelo menos todos tínhamos suado só de ver o Cláudio a descer e o Rui a subir.
Tinha feito uma tentativa de perceber onde é que se colocavam os pés e as mãos, mas os buracos estavam mesmo bem disfarçados, mesmo mesmo bem disfarçados, tipo os truques do ilusionismo em que olhamos olhamos e não vemos nada, ainda pensei "…os tipos põem o pé, a cortina pintada como e fosse rocha, vai para dentro, o pé entra no buraco, tipo degrau… e os tipos enganam assim o pessoal que não percebe o truque…".
Bom, nesta altura o meu recorde de escalada estava em 36,8 cm. de altura. Nada mal para um principiante.
Logs feitos, Ins and outs registados, tudo arrumadinho na cache, cache a secar o trabalho de manutenção, e de repente só me apercebo que o Nuno dos Rifkindsss está a enfiar um bouldrie…e aí vai ele começa a escalar. Pé aqui, pé ali, mão no apoio, a outra no apoio invertido, e lá chegou ele até ao "sofá", como diz o Almeidara "-termo técnico muito utilizado na escalada"…depois verificámos como é que se desce… fotos, risadas, bocas para o gajo que está pendurado, aquilo era só rir…
Após o Nuno ter chegado são e salvo ao chão, perguntou-se que era a seguir…pensei que alguém se ofereceria como voluntário, mas calho-me a mim o voluntarismo.
Estava assim a chegar o momento da verdade…
Em primeiro lugar quero agradecer aos meus "padrinhos" de escalada, ao BrunoNF e ao Touperdido, a confiança que demonstraram na nossa iniciação foi espectacular.
Agora sim cá vão as minhas impressões sobre o assunto.
Primeiro, isto de colocar o bouldrie, aquela espécie de "cinto de ligas", tem que se lhe diga, para o pessoal do sexo masculino requer algum cuidado com o sitio por onde passam os cintos…
Vem a seguir a parte da corda, e dos nós. Para quem vai depender daquela corda se cair, passa a respeitar todo o tipo de corda, desde a corda se sisal, passando pela guita de merceeiro, e outras espécies da família…
Dos nós nem falo. Acho que se tentasse dar um daqueles nós todos pipis, ficava com os dedos entrelaçados na corda, e ainda hoje estava a tentar desfazer os nós cegos que teria dado na corda.
Só me faltava colar o corpo à parede e amarinhar por ali a cima…
Aqui começa a verdadeira aventura, conseguir começar, isso é que é…
Vamos ouvindo os mestres a explicar como devemos por o pé, onde devemos agarrar, e até vamos subindo, subindo, pelo menos até ao local que convencionámos chamar "sofá", que não é mais do que um local onde a dificuldade da via aumenta repentinamente, isto para um principiante, sitio onde se pode descansar um bocadinho as pernas e os braços.
Aqui já começavam as forças a faltar e foi por aqui que fiquei, avisei que ia descer, e pendurei-me… isto literalmente… pendurei-me. Não faço ideia da altura, confesso que naquela perspectiva me pareciam muitos metros.
De repente vejo-me agarrado a uma corda, e só oiço o pessoal a rir, e eu pendurado, e o Rui e o Bruno a incentivarem o recomeço da escalada, mas a força já me tinha abandonado.
Estive mais uns quantos momentos pendurado, até que lá decidiram descer-me.
Já em terra firme o meu coração voltou a bater normalmente, e já com outra perspectiva vi os outros elementos do grupo subir a parede.
Em conclusão: Se tiver outra oportunidade de escalar com o pessoal, não vou hesitar. Estou lá!
Duas notas finais nesta aventura.
O Cláudio ainda quer perceber como é que o BrunoNF lá colocou os ganchos para prender a cache no local.  
Fotos… devem haver imensas (ponham lá isso online), e só foi pena não haver gravação sono plástica. Só os comentários e bocas valeriam por certo, um prémio nos Óscares. Só visto, ou melhor neste caso só ouvindo.

Um agradecimento especial a todos os presentes, pelo momento inesquecivel que passei.

5 responses so far ↓

  • 1 ricardorsilva // Aug 28, 2006 at 17:05

    Foi uma tarde e uma experiência excelente, e até eu fiquei a pensar se, da próxima vez, não conseguirei ir um pouco mais além!

    E a descrição do Costa (Lamas) demonstra muito bem o que foi subir aquela parede (ou uma parte dela…)

    Lynx Pardinus

  • 2 clcortez // Aug 28, 2006 at 17:18

    Grande descrição, sim sr.!

    Nota-se assim o quão importante foi para ti aquela iniciação!
    A partir de agora não há Homem das Cavernas, Alto da Pena ou Fenda que te faça medo!;)

    Cláudio Cortez

  • 3 olharapo // Aug 29, 2006 at 22:33

    Não chegava não ter podido estar presente num evento, ainda perdi esta cache que me parece excelente…

  • 4 nunomd // Sep 5, 2006 at 14:37

    Eu tb gostava de ter la estado 🙁 Mas prontes.. ainda bem k curtiram a cache.. esta é uma cache que numa só tarde ganhou fama.. eheheheh

    Abraços
    Nuno-Ana

  • 5 touperdido // Sep 8, 2006 at 15:57

    Acho que a descrição do amigo "costa" não poderia ser melhor, eu próprio que não vinha com intensão de escalar acabei por o fazer, com a ajuda do BrunoNF e levar outros tantos a "marinhar" (adoro esta expressão) pela a rocha acima….
    Está prometido para breve outra sessão no "sofá" Fiquem bem!
    Rui Duque

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 34 queries in 0.191 seconds.