Pé de Cabril, Gerês (pré-publicação)

Cachapim - 2006/11/30

A cache encontra-se no topo do Pé de Cabril, um dos picos da serra do Gerês (1237m). Pode ver um pequeno video sobre a cache aqui.

O Pé de Cabril é um dos mais belos picos da Serra do Gerês. Destino final de muitos caminhantes desde sempre, a sua ascensão proporciona uma gama de experiências sensoriais que culmina na extraordinária paisagem avistada a partir do seu topo, a qual se estende do pico da Nevosa e do vale do rio Homem, passando pela barragem de Vilarinho das Furnas até à barragem da Caniçada, enquadrada pela Junceda de um lado e pela Pedra Bela do outro.


São várias as alternativas para começar a caminhada até à base do Pé de Cabril. Uma delas passa por partir da antiga casa do guarda da Junceda e seguir o caminho indicado na carta militar, cruzando o prado conhecido como "Planeta do Macacos" até atingir o Covelo. Outra hipótese é partir da antiga casa do guarda da Portela de Leonte e começar logo a subir. Em ambas as hipóteses, a fase final da ascensão ao topo deve fazer-se atravessando uma fenda rochosa que dá acesso à parede oriental da formação granítica, local pioneiro da escalada em Portugal nos anos 30. A partir daí, o caminho até às escadas de ferro cravadas na rocha que dão acesso ao topo é quase imediato. Embora a subida ao topo não seja difícil, recomendam-se todos os cuidados adequados ao desnível existente. Convém contar com pelo menos 2 a 3 horas para efectuar qualquer um dos dois percursos referidos.


Local de peregrinação de nomes conhecidos da cultura portuguesa, a "pétrea majestade" do Pé de Cabril está presente na pintura naturalista de Artur Loureiro e na escrita de Miguel Torga, admirador confesso do nosso único Parque Nacional.
"Há sítios do Mundo que são como certas existências humanas: tudo se conjuga para que nada falte à sua grandeza e perfeição. Este Gerês é um deles. Acumulam-se e harmonizam-se aqui tais forças e contraste, tão variados elementos de beleza e de expressão, que o resultado lembra-me sempre uma espécie de genialidade da natureza.(…) Na margem de lá, o Pé do Cabril, solene, esperava o abraço duma ascensão (…) "
Miguel Torga, Diário

8 responses so far ↓

  • 1 ricardorsilva // Nov 30, 2006 at 13:34

    Provavelmente amarrado à escada com medo de cair lá para baixo (vertigens), mas mesmo assim…

    Lynx Pardinus

  • 2 Cachapim // Nov 30, 2006 at 15:36

    Algum senhor administrador me faz o favor de mudar os &#8220 e os &#8221 para umas simples aspas? Escapou… e parece que não há meio de editar um artigo depois de "postado"!

    Obrigado!

  • 3 btrodrigues // Nov 30, 2006 at 16:07

    parabéns pela cache.

    (alterei o post para ficar com as aspas)

  • 4 clcortez // Dec 8, 2006 at 17:47

    Foi com muita pena que não a pudemos visitar nesta recente viagem ao Gerês.
    Não só por os owners estarem connosco mas também por falta de tempo e pela metereologia não ajudar.

    A cache promete. Espero que os companheiros habituais destas viagens me queiram acompanhar numa expedição a realizar por altura do carnaval/páscoa a esta região, mais uma vez! (MCA, tá prometido!:))

    Cláudio Cortez

  • 5 Cachapim // Dec 10, 2006 at 10:46

    Finalmente activada. Falta a tradução para inglês, a ser disponibilizada em dois ou três dias.

  • 6 clcortez // Dec 10, 2006 at 13:17

    …mas já sabes é que tão depressa não vou lá, não foi no fim de semana passado pode ser que seja na primavera.

    Cláudio Cortez

  • 7 luis // Dec 11, 2006 at 14:02

    bolas, se jah tivesse actica ah mais tempo  jah lah tinha ido dar uma volta

    tive este fds no geres e passai no peh do cabril, a serra estah fantastica com neve, nunca tinha visto assim a serra, vou jah marcar na minha proxima ida ao geres

    abr

  • 8 Francisco Pereira // Sep 5, 2011 at 22:52

    Boa noite, tive este fim de semana dia 4 de Setembro no Pé de Cabril andamos procura cache e não encontramos com pena nossa. Um abraço deste grupo os Calcantes.

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.184 seconds.