Aqui não há criados…

2 Cotas - 2006/12/22

“…Lastly, you can put goodies in the cache. It´s recommended, but not necessary!:…”  (http://www.geocaching.com/about/hiding.aspx)

Traduzindo mais ou menos literalmente, dá:

“Última, você pode pôr goodies no esconderijo. Recomendou, mas não necessário!”

Ou seja:

“PODEM ser colocadas prendas nas caches. Fica ao seu critério. Não são obrigatórias nem necessárias!”

Tudo isto porque vi recentemente numa cache, por sinal ao segundo found, uma reclamação sobre a quantidade e/ou qualidade dos itens disponíveis.

É comum, demasiado comum, tristemente comum, apercebermo-nos de que, com o passar dos tempos, a qualidade e a quantidade dos itens presentes nas caches vai decrescendo. Não é incomum encontrar coisas absolutamente indescritíveis, das quais e apenas como exemplo cito ganchos de cabelo e bilhetes de autocarro. Mas já vi relatos de pastilhas elásticas USADAS, caricas, rolhas usadas e pedaços de brinquedos partidos.

No meu caso pessoal, aproveito a desculpa das caches para ir passeando, conhecendo locais, situações. Desculpas para apanhar ar, chuva, sol, vento na moleirinha. A maioria das vezes, o interior das caches é secundário, salvo se tiver alguma bola ou pin, que conscientemente rapino para engrossar a colecção. Também nesses casos despejo lá algumas das coisas que por norma trago propositadamente na mochila. Já tive a fase do porta-chaves, da 2CGeoCoina, etc., etc. Presentemente são restos de uma promoção do CM sob a forma de pulseiras. Foleirosas, mas decentes. Mas é frequente não trocar nada.

A minha reclamação, (??), prende-se por isso, não com o conteúdo mas com o conceito em si. A coisa até pode estar embrulhada num saquelho preto ou verde vómito, mas não tem que ser forçosamente lixo. A noção da procura de “um tesouro” pode ser posta em causa se os interiores forem, mesmo, lixo. Até podem procurar apenas pelo prazer do enriquecimento, assim tipo Totoloto, mas a menos que se tenha falhado nos respectivos logs, não me parece…

A coisa até é simples, ora reparem. Um owner põe uma cache. A cena é mostrar os aspectos menos conhecidos do “bairro do Pina Manique”, não é distribuir riqueza ou contentar egos mais materialistas. Faz a coisa conscienciosamente, incluindo uma colecção aceitável de cangalhada.
Passado uns logs alguém, claramente imbuído de espírito reivindicativo, desata a mandar vir com a qualidade das prendas presentes. Eu cá aplaudiria se o owner arriasse umas bojardas que incluíssem comentários acerca dos hábitos higiénicos, profissão dos familiares e prognósticos sobre futuro dos companheiros que reclamaram. Mas isso não resolveria o problema. Poderia resolver, eliminar, simplesmente, os abarbatadores. Altamente recompensador mas politicamente incorrecto. Portanto, não praticável.

Vendo bem, a qualidade dos presentes presentes, (etalélé…), em cada cache é mantida, portanto obrigação, por cada um de nós. Ao owner, compete manter a coisa, não alimentar ordas de “saqueadores”. Por isso, deixem-se de me’das e mantenham, faxavor. Não custa nada e fica-nos bem. En passent, deixem-se de bocas e reclamações.

6 responses so far ↓

  • 1 SUp3rFM // Dec 22, 2006 at 16:29

    100% de acordo. Ninguém é obrigado a colocar o que quer que seja, nem ninguém é obrigado a fazer trocas.

    Se gostam de algo que está dentro da caixinha, tentem colocar algo com qualidade semelhante (atenção que não escrevi a palavra "valor" propositadamente).

    Não custa mesmo nada.

  • 2 rebordao // Dec 22, 2006 at 17:31

    “En passent, deixem-se de bocas e reclamações.” para com o owner…;
    Concordo e sublinho…; mas não é só para o conteúdo…; é mais com tudo! Já começa a enjoar! Eu como owner não coloco caches para ser avaliado…; coloco-as para partilhar o que sei e/ou conheci…;
    Tento fazer o melhor que sei e posso…; se o fiz mal ou fui mal entendido…; para mim só têm 2 trabalhos…; o inchar e desinchar. Nunca percebi o porquê dos críticos de cinema! Devem achar que todos temos os mesmos olhos. Perdoem-me esta, mas ando seriamente a ficar farto de ver as mesmas atitudes. Pode ser que para o ano isto melhore.

    Bom Natal e feliz ano novo.

  • 3 prodrive // Dec 22, 2006 at 23:34

    Antes de tudo, quero dar os parabéns aos 2 Cotas, não só pelo conteúdo do artigo, mas também pela forma como o escreveu. Pela primeira vez conseguimos perceber tudo, do principio ao fim!
    Em relação aos items para troca, tentamos sempre que possível, deixar qualquer coisa e levar qualquer coisa, independente do valor comercial de cada um.
    Damos especial atenção aos TB´s e Geocoins, não por coleccionismo, mas sim para os movimentar. O critério é deixá-los sempre o mais distante possível de onde os encontrámos, tendo sempre em conta a missão de cada um.
    Quanto às prendinhas, o critério é basicamente o mesmo: fazêmo-las circular, e as que tiramos desta, acabam invariavelmente por entrar numa próxima. Tentamos retirar coisas com características físicas que as diferenciem das outras, a fim de as conseguir reconhecer se as voltarmos a encontrar. Ainda ontem encontrámos no Algarve uma caneta artística com a incrição "MARÇAL", que tínhamos sido nós a introduzi-la no circuito, numa cache de Lisboa. Perdoem a lamechisse, mas foi quase como reencontrar alguém conhecido que já não víamos há algum tempo.
    Hoje voltámos a ter o prazer de reencontrar uma Signal Geocoin que também já nos tínha passado pelas mãos há alguns meses. Se tivesse ficado arrumada numa gaveta ter-se-ia perdido o efeito reencontro.
    Temos pensado seriamente em comprar umas dúzias de qualquer coisa gira (todas iguais) que se identificasse com o nosso team, para pôr em todas as caches que encontrarmos, tipo imagem de marca. Inicialmente pensámos nuns dados, mas ocorreu-me que já alguém poderia ter tido ideia igual.
    Recentemente comprámos uma dúzia de bonecos sorridentes e imans engraçados (com uns smiles) que temos andado a distribuír pelas caches que visitamos. Independentemente do valor que tenham, quem visita as caches, recebe no mínimo, um SORRISO!

    Team Prodrive

  • 4 play mobil // Dec 23, 2006 at 14:45

    Isso é verdade!
    É com desgosto que muita vez fazemos boas caches e ficamos com a sensação de andar aos contentores do lixo!
    Em alusão a isso, até já pensámos em colocar uma multi-cache "ecoponto": Prendas de plástico ou metal no tupperware amarelo, de vidro no tupperware verde… 🙂
    Já não é pela malta que já não tem idade para acreditar no Pai-Natal, mas para os putos pode ser fixe encontrar um "tesouro" com alguma coisa engraçada lá dentro para trocar por algo equivalente, e aí cabe à malta crescida o incentivo da "troca justa", porque os outros meninos também vão gostar de ter uma prendinha fixe.

    Ou então façam como nós: Acabaram-se os bonecos? Não há guito para comprar mais? No problem: No Trade!

  • 5 play mobil // Dec 23, 2006 at 20:09

    …e quem não gostar das caches tem muito bom remédio: Faça melhor, que o pessoal agradece… 🙂

  • 6 vsergio // Dec 29, 2006 at 18:49

    100% acordo também.

    Mas os Putos que acomnpanham sempre as cachadas com os pais (o nosso caso) ou os tios ou primos ou amigos? De certo que gostariam de encontrar uma cache com alguma coisa engraçada para trocar. Fazemos os possíveis para deixar sempre qualquer coisa que valha a pena para brincar ou algo que seja, no mínimo, util.

    Mas a essência da cachada é ralmente o passeio e a descoberta, por isso, não tomamos  essencial os items para trocas.

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.277 seconds.