Duas páginas no Portomosense

olharapo - 2007/09/10

Após ter divulgado mais uma vez o Geocaching num blog de carácter local, fui contactado por uma jornalista do Portomosense e juntamente com o nrebocho estivemos duas horas à conversa para a jornalista e o gravador e a coisa só terminou com um passeio pela Rota do Carvão.

O resultado foi um atrigo de fundo com duas páginas na última edição do jornal e mais uma geocacher.


Adopção de caches

olharapo - 2006/08/28

Como é que se pode colocar uma cache à adopção?
Já uma vez me deram uma explicação mas não retive os detalhes…
Tenho uma fora de serviço há demasiado tempo e como está um pouco fora de mão pensei em entrega-la para a adopção.
Trata-se da ´Pateira de Frementelos´. Naturalmente que se dá preferência a algum geocacher que more próximo dessa zona.
Geocumps


http://www.terracaching.com/

olharapo - 2006/02/15

Já alguém leu algo sobre isto?

Parece interessante…


Desaparecido, mas não inactivo…

olharapo - 2006/01/05

Ando desaparecido, mas não inactivo.
Existe uma cache na forja que além de me ter obrigado a uma investigação histórica sem precedentes, já me ‘custou’ mais de 10 horas de bricolage, em ensaios e testes. Algumas das versões intermédias nunca farão parte do produto final.

Quem é que disse que em Portugal não existe I&D?

Está quase !!


24 BTT em Proença à Nova, e não só…

olharapo - 2005/06/20

Este post pretende retractar o fim de semana em Proença-à-Nova, onde decorreram as 24 horas em BTT e onde o Geocaching@PT esteve representado.
Para aproveitar a deslocação à Beira Baixa e de modo a que a Far away, so close fosse a nossa 100ª cache, saímos de casa na 6ª feira pela manhã e fomos avançando em ziguezague em busca de umas locationless.
O calor foi uma constante de todo o fim de semana e logo depois de sair de casa começou a apertar.
À chegada a Proença contactámos com o fireblade do forumBTT, com quem a nossa equipa partilhava o espaço de acampamento e montámos o estaminé. Fomos conhecendo o pessoal que já tinha chegado e os que foram chegando. Já tinha caído a noite quando a equipa se reuniu. Já conhecia o Lobo e o MCA do 4º encontro, e fiquei a conhecer o Rechena com quem apenas tinha estado no msn.
Na primeira noite, de 6ª para sábado, com o calor e algum barulho nocturno ninguém da equipa olharapo (eu, a olharapa e o olharapo junior) dormiu em condições, mas lá se passou.
Na manhã seguinte começava o dia há muito esperado. Ao meio dia ia começar a prova. Combinadas as estratégias começou o Rechena. As horas foram passando e um a um, toda a equipa pedalou pelos empoeirados caminhos à volta de Proença. O circuito tinha 13 Km e o desnível acumulado era de 360 met (enganaram-se com as medidas… deviam ser bem mais…). Com duas passagens sob o IC8 subia-se até aos 600 met a um monte (mais de 1000 met, digo eu) daqueles com antenas e geodésicos. A descida até Proença era bastante inclinada e falou-se no acampamento que houve quem a tentasse descer de maneiras bem originais…  Regressava-se a Proença por umas escadas que fizeram as delícias dos muitos mirones e causaram arrepios a muitos participantes (a um pelo menos…).
A prova era de resistência e o segredo de quem quer brilhar é ter sempre um elemento a rodar pela noite fora e até às 12h do Domingo. Da nossa parte, que pretendíamos apenas participar, acabamos por fazer 16 esforçadas voltas.
A experiência foi excelente. Para o ano há mais e já se fazem planos.
Aos três elementos da minha equipa, quero agradecer por poder ter participado com eles nesta prova e espero não ter desiludido.
Já depois da prova ter terminado fizemo-nos à estrada. Direcção Far away so close.
Tínhamos chegado a Proença com pouco gasóleo e com tanta coisa a ocupar os pensamentos arrancamos e já rolávamos na A23 quando reparamos que o nível continuava baixo (estranho…). Nem tivemos tempo para ficar preocupados porque o motor parou logo… shit
Lembrei-me que o MCA ainda não tinha arrancado de Proença e liguei-lhe a relatar o sucedido. Ele estava a chegar a auto-estrada e apareceu logo.
Para reanimar o meu motor tive de fazer respiração de boca-a-boca com o depósito de combustível do Defender… é sempre uma experiência para lembrar durante umas horas (é cá um bafo…)
Operação de trasfega terminada e ‘só’ faltava desferrar a bomba do gasóleo.
Começamos pela página 75 do livro de instruções (escrito em espanhol…). A informação não foi suficiente e só com a ajuda o ppinheiro pelo telemóvel conseguimos reanimar o motor .
Estávamos para arrancar quando chegou a Brigada. Aperto de mão da prache e boa viagem…
Finalmente chegamos à estação de serviço e lá se reabasteceram os carros.
Despedimo-nos do MCA e do Honda e quando regressamos a auto estrada abriu-se o mapa e … espera lá, para a cache devíamos ter ido para norte logo quando apanhamos a A23…
Na saída seguinte voltamos para trás e finalmente começamo-nos a aproximar de Vila Velha de Ródão.
Passamos o cruzamento que estava fechado na <a href="http://www.geocaching.com/seek/log.aspx?LUID=e1b6e479-f1a4-4c52-b148-eb99725340c9">tentativa anterior</a> e menos de um quilometro depois: ´Têm de voltar para trás, a estrada só reabre dentro de duas horas. Está a haver aqui um incêndio´ disse-nos um GNR… (onde é que eu já ouvi esta conversa?… parece o mesmo gajo e tudo… muggle…) .
Como tínhamos ainda a segunda feira disponível resolvemos regressar no <a href="http://www.geocaching.com/seek/log.aspx?LUID=3a4eac34-edec-44e8-901c-4e94464c1163">dia seguinte…</a>…


Novo artigo na revista Pública deste domingo

olharapo - 2005/02/27

O MAntunes continua a dar largas à sua veia comercial. Agora foi na revista Pública.
Uma breve explicação do jogo e lá se pisca o olho a mais uns praticantes… cresça o monte!!


Geomeeting no Centro

olharapo - 2005/01/20

Pessoal,

Após reunião com o Marco Inácio, presidente do Pé no Trilho, relativa ao geomeeting de que já se tinha falado, pensamos no seguinte:

Sábado
Jantar dos geocachers presentes, entre os quais pensamos contar os residentes nesta zona e os que queiram por cá pernoitar. Pensamos que quem venha com o intuito de o fazer já chegou pela manhã e à hora de jantar já tem mais umas histórias de caçadas.
A organização divulgará uma lista de possíveis lugares de estadia. A lista será abrangente. Contemplará desde o hotel até ao parque de campismo.

Domingo
Encontro na coordenada e hora combinada para a celebração dos rituais do verdadeiro cache event.
Os mais aventureiros podem fazer algumas actividades preparadas, que podem passar por uma breve abordagem à escalada, com ou sem rappel e/ou slide. Aceitam-se sugestões.

No final da tarde: Partida para as coordenadas de origem…


TB Blue Bicycle começou uma grande viagem

olharapo - 2005/01/18

Ontem o TB Blue Bicycle começou uma grande viagem. Foi depositado no Cabo da Roca II com destino ao Nordkapp (Noruega).
Ligar de bicicleta o ponto mais ocidental até ao mais setentrional da Europa e regressar é uma grande aventura, mas as pedaladas serão distribuídas por todos os geocachers que queiram ajudar.
Um dia gostava também de fazer essa viagem…
Desejem-lhe Boa Viagem….


Geocaça sem GPSr

olharapo - 2005/01/04

Pessoal,

O que é acham da ideia de um geocaching (chamei-lhe geocaça) sem GPS.
Perguntam vocês e perguntam bem: ‘E como é que raio se encontra a taperwere?’
A partir de uma descrição minuciosa da zona e do terreno envolvente.
Seria um exercício de linguística interessante com a emoção já conhecida da descoberta do tesouro.
O universo de possíveis jogadores é muito maior, o que no limite poderia tornar-se um problema, mas …

Fica a ideia…


olá pessoal!

olharapo - 2004/12/09

Descobri o geocaching através da revista Sábado do passado dia 21 de Agosto. Achei logo a ideia interessante.
Na semana seguinte a ter conhecido o geocaching fui de férias rolantes até Gibraltar e a família ficou logo apanhada (mesmo). Graças a este hobby conhecemos sítios pelos quais passaríamos sem ter o prazer de os conhecer. Valorizou muito a nossa viagem.
Acho que posso dizer que o artigo da Sábado alterou as minhas prioridades para o meu pouco tempo livre.
Já conheço os usernames dos praticantes mais ‘graduados’, já vi que se conhecem quase todos, já conheci um geocacher vizinho numa cache, já criei também algumas caches e também tenho divulgado a ‘coisa’.
Esta semana comprei dois pares de TB no eBay espanhol e acho que correu bem (só falta recebe-los…).

Já agora aproveito para perguntar como se colocam os smiles e restante bonecada nos textos dos logs.

Obrigado

Paulo Sousa



Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 31 queries in 0.241 seconds.