Histórias na busca – Memories of Stone and Water [Lisboa]

CPTeam - 2010/04/20

Quando nos aproximamos de uma milestone, começamos a pensar em qual será a cache escolhida. Queremos que seja memorável e cujo desafio também o seja.

Decidimos ser esta a nossa #1000 não pelo desafio radical, ou pela paisagem magnifica, nem pela companhia. Esta cache não tem os condimentos de outras mais a isso dadas, mas carimbámos a nossa milena nesta cache por outros motivos.

Desde Dezembro de 2009 que não fazemos geocaching como o fizemos nos últimos dois anos, devido a factores de ordem pessoal e profissional. Este interregno permitiu interrogarmos-nos sobre o peso que esta actividade tem nas nossas vidas e determinar o quão viciante o geocaching é. Chegámos à conclusão que dois anos de geocaching e 1000 caches encontradas nos trouxeram muitas alegrias, tristezas, amigos, histórias, perigo, medo, mas acima de tudo, manteve-nos a nós unidos enquanto casal e companheiros em mais uma actividade que teimamos em partilhar. Por outro lado, descobrimos que quando feito com moderação, torna-se um excelente escape do quotidiano.

Quisemos atribuir a esta cache o privilégio de constar nas nossas milestones porque foi uma cache que se foi fazendo ao longo dos dois anos em que andámos metidos nisto. Por outro lado, sendo uma das poucas caches virtuais ainda existentes, faz com que esta seja uma milestone “à antiga”. Depois, o desafio. Percorrer as ruas de Lisboa conhecendo os seus recantos e fontes foi também uma experiência única, e o descobrir de uma nova cidade. Por ultimo, mas não menos importante, o owner. O “avôzinho” do geocaching, como já foi chamado. Ultimamente o geocaching vive momentos agitados, em parte devido à massificação do jogo, mas é a olhar para pessoas como o Manuel que descobrimos que o geocaching não se resume a encontrar a caixa, fazer um rabisco e já está! Quando temos o prazer de trocar algumas palavras com ele, percebemos o que o geocaching era à uns anos atrás e como era vivido antes de se popular intensamente qualquer zona com caches. Não vivemos esses tempos, mas aprendemos a aproveitar cada recanto trazido ao nosso conhecimento através do geocaching. Obrigado Manuel.

Last, but not least: a data. Esta data é para nós especial pelo facto de termos encontrado a nossa primeira cache exactamente à dois anos atrás. Sem GPS, com uma impressão do google maps e com a listing impressa… Nesta mesma data, mas em 2009 colocámos a nossa primeira cache, a UMM.


Memories of Stone and Water [Lisboa]

1 response so far ↓

  • 1 Lynx Pardinus // Apr 30, 2010 at 19:37

    Esta continua a ser, na minha opinião, uma das melhores caches que já alguma vez fiz.

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.124 seconds.