117º Meetup de Lisboa

sawcastro - 2013/07/03

Dia 14, segunda Sexta-feira do mês de Junho do ano de Cristo de 2013, eis chegado o dia de mais um, o 117º, MEETUP DE LISBOA.

Registou-se a presença de rifkindsss, timearth, MAntunes e Mila, Limão, Acasim, MONHO e cá o estreante SawCastro a quem foi natural e tradicionalmente atribuída a tarefa de redigir a acta.

Recorri a informações de “meetupeístas” mais antigos e assíduos para poder afirmar que este foi um meetup de pouca afluência mas ficamos por aqui no que respeita a níveis baixos, porque tudo o resto esteve em grande, ou pelo menos assim pareceu a este “meetup rookie”.

Começando pelo jantar, o local tem bastante oferta e qualidade suficiente que, obviamente sem deslumbrar, consegue o objectivo de saciar quem se apresente no local em deficit alimentar. Foi o que aconteceu comigo e com a opção ”H3 au poivre” que, passo a publicidade, me surpreendeu pela positiva. Relevo as deliciosas e bem maduras “timearth cherries” que fizeram o seu aparecimento no momento certo e foram as delícias da sobremesa.

As presenças, que como afirmei anteriormente, não foram em grande quantidade, compensaram largamente primando pela qualidade. Tivemos elevada percentagem de ilustres colaboradores e fundadores do Geocaching@PT, vários geocachers de referência e ainda o actual #1 de founds nacional, quase indispensável em qualquer encontro, não tanto por essa condição específica e eventualmente temporária, mas principalmente pela inegável animação que sempre transporta consigo.

Foi tempo de pôr a conversa em dia com muitas histórias em bom português (começa a ser raro) ilustradas por muitas fotos com o precioso auxílio tecnológico bem presente, tudo relacionado com um assunto que agora já não me recordo bem mas era qualquer coisa com um nome começado por “geo” e acabado em “caching” como não podia deixar de ser. Ah, espera! Também vi umas fotos de uns cães enormes, confundíveis com burros pelo tamanho, que estavam treinados para encontrar caixas de plástico… ou talvez não.

O Monho não quis deixar de mostrar aos presentes a sua magnífica foto a terminar o caminito del Rey em rappel e por isso mesmo este acabou por ser um dos temas de conversa. Este caminho, com a sua cache única “los balconcillos”, tem sido bastante visitado por geocachers nacionais entre as quais a presente Limão que tinha também acabado de regressar desta aventura. Enfim, foi mais um momento de “recordar é viver” e quem ainda não foi, que vá, porque vale bem a pena.

Outra atracção do meetup, patrocinada pelo Acasim, foi a incontornável presença das geocoins, que com o seu carisma se tornam indispensáveis para dar o cunho de geo-autenticidade a qualquer encontro de geocachers. Muito bom, com algumas provas de coins que estão prestes a aparecer, nomeadamente as comemorativas dos importantes 10 anos (dez) do geocaching@PT, a mais antiga organização dedicada ao Geocaching em Portugal.

E, last but not least, a cachada nocturna pelas ruas em volta. Não há para mim encontro de geocachers que se preze onde não se procure (e se possível encontre) pelo menos uma caixinha… foi o que aconteceu com a grande maioria do grupo a fechar com chave de ouro, passeando calmamente de GPSr em punho à “caça” de mais uns caixotinhos, pelas imediações do Saldanha.

Foi o primeiro mas sem dúvida que não será o último.

ESQTDRPAO

2 responses so far ↓

  • 1 rifkinda // Jul 4, 2013 at 04:40

    Olha que as cherries não eram dos timearth… eram nossas! E realmente eram deliciosas! Não duraram muito tempo cá em casa. 😉

  • 2 sawcastro // Jul 4, 2013 at 19:41

    Oops!
    Distracção de principiante… enfim, foram um pouco de todos os que as tinham ao seu alcance… 😀

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.089 seconds.