Entries from June 2003

"Ataque ao Oeste"

MAntunes - 2003/06/23

Festejando ainda o "regresso" do meu GPSr e exagerando no Geocaching como é meu hábito ;-), neste fim de semana fiz um autêntico "Ataque ao Oeste" e procurei todas as caches que havia a Oeste da minha residência, no entanto, dentro de Portugal Continental ;-):

– Heavens WindMill
– Homage to Kazuo Dan
– A Aldeia de José Franco
– The Eye of T-Rex

Só tenho alguma dúvida sobre se  encontrei a "Aldeia" – enviei e-mail ao João e aguardo resposta.

Começando pelo Sábado, a primeira que tentei foi a cache da Serra de Montejunto (tinha ficado com curiosidade sobre o nível de dificuldada da mesma) e, seguindo as instruções do Nuno, a cache é realmente difícil de lhe chegar. Por isso, o nível atribuído parece-me correcto. Nunca tinha estado nesta Serra e esta foi a oportunidade que faltava para lá ir; É um local realmente deslumbrante pelas vistas e flora particular da mesma. Além da cache, gostámos de ver ss diversas paredes de escalada, vimos um grupo a iniciar uma escalada, vimos o local das antenas (tantas caramba! Algumas são das Forças Armadas) vimos diversas áreas de pic-nic em muito bom estado, o parque de campismo, um convento em ruínas (que bela micro-cache que eu colocava ali!) e, como prémio final, vimos uma carvana de motos antigas :-)) Que belas máquinas! Algumas com sidecar e outras até pintadas com a côr verde-militar! Pena é que ia a conduzir e não tive tempo de "sacar" da máquina de fotografar 🙁

Depois, seguimos para a Homage to Kazuo Dan (eram só 26,9 kms em linha recta 😉 ). Demorámos um pouco a lá chegar mas era o dia mais longo do ano…;-) havia tempo! Chegados à povoação onde morou o Dr. Kazuo Dan (Escritor e Poeta Japonês) estava-se na altura do pôr do sol e compreende-se o poema que ele escreveu! Belo e único sem dúvida  o "The Setting" naquele local :-). Também apreciámos o passeio no alto da falésia com vista sobre a praia – Arruamentos muito bem tratados, com miradouros, bancos com cobertura para proteger do sol, esplanadas, pequenos jardins e canteiros de flores… Havemos de lá voltar para um dia de praia e disfrutar aquela localidade tão aprazível :-)) "Deixei" lá um TB virtual; "Virtual Victor" 😉 mas, como é virtual, já fugiu para outro Continente! (Atenção: Fiz batota! Encontrei a "Kazuo" no Sábado mas registei-a no Domingo por causa do TB vitual. Não pude alterar a data no TB, tive que alterar na cache do Nuno… "Perdoas-me"?)

No Domingo, partimos para a 2ª. parte do "Ataque ao Oeste" e começámos pela "Aldeia" do João…foi muito difícil e, até nem tenho a certeza de ter conseguido atingir o objectivo (aguardo resposta do João ao meu mail). No entanto, como já não íamos ali hà vários anos, o Filipe explorou todos os recantos com se fosse a primeia vez 😉 Gostou imenso.

Finalmente, a última cache deste fds frenético… The Eye of T-Rex na Praia Grande. Voltei lá, agora com o GPSr e o local indicado pela agulhinha é bastante diferente daquele onde procurei apenas com um mapa detalhado da zona e tentando interpretar o recorte das falésias… Nunca a encontrava sem o GPSr. Curiosamente, o local onde efectivamente está, é aquele onde me pareceu adequado para a colocação da cache… mas, na semana anterior, os meus "cálculos" mandaram-me para outro lado… Bom, mesmo assim, e ainda lembrando-me das dicas que tinha lido a semana passada , andei meia hora à procura dela! Muito bem escondida realmente! (Nota: Tentei deixar a cache exactamente como a enconrei. PArece óbvio mas, neste caso, é muito importante e quem lá fôr a seguir, deve fazer o mesmo, senão duas coisas podem acontecer; ou é encontrada por acaso por quem não tem nada a ver com o assunto ou, nunca mais é encontrada)

Desta cache, trouxe o TB "Zullu Lion". Penso que um destes dias ele andará "Perdido na Mata" que é onde um leão deve andar…

Tanto na cache da Serra de Montejunto como na da Praia Grande, o Filipe quis fazer o seu log pessoal. Ficaram lá nos logbooks e nas páginas das caches.


Preso na "Praia"!

MAntunes - 2003/06/20

No dia 19/6/2003, decidimos regressar à actividade após o GPSr ter sido recuperado

Nos nossos planos estava uma ida à praia da Figueirinha, almoçar e de tarde ir "às Caches" – "Mouriscas" e "A Cache na Praia".

Mas, este dia foi o mais quente do ano até ao momento (na rádio, previam 42º para Lisboa!) e toda a gente correu para as praias. Farto de estar a desperdiçar o precioso tempo, decidimos, com alguma relutância do Filipe, voltar para trás, quando estávamos parados na fila junto à Fábrica de Cimento.

Fomos para a "Mouriscas" para a encontrar e almoçar na zona de pic-nics. Assim fizemos e tudo correu normalmente; Muito calor, o Moinho de Maré interessante, os pássaros e as cigarras a cantar, a zona de pic-nic só para nós e… pela primeira vez não vi necessidade de fazer o "trash out" da ordem! Parabéns a quem lá tem ido e deixado o local limpo ou a quem o limpou recentemente.

Procurei a cache sózinho (o Filipe já não "aguentava" o calor) e, após 19 minutos de procura lá encontrei a cache por sorte (já estava a preparar-me para descodificar as dicas mas não foi preciso). Depois de encontrada, convidei a "Mouriscas" para se juntar a nós à mesa para a poder disfrutar, registar o logbook e trocar as prendas, junto da minha família enquanto comíamos as "buchas" – Estive sempre atento ao local da cache para ver se não aparecia outro Geocacher à procura dela

Depois das formalidades e do almoço, rumámos à Fonte da Telha para caçar "A Cache na Praia" e depois ir à praia.

Quando chegámos à zona, havia muito trânsito mas andava… Decidi fazer uma variação à "caçada" porque desde hà muitos anos – quando praticava campismo selvagem na Lagoa da Albufeira com os meus amigos e uma manta cada um – que tinha a curiosidade de um dia subir ao cimo dos "penhascos" como nós lhe chamávamos na altura (tinha entre os 18 e os 22 anos). Esta cache deu-me a oportunidade para isso. Obrigado João . Chegado ao local que estava perpendicular às coordenadas da cache, estacionei o carro (à sombra!) passámos a vedação, num local próprio para o fazer (coloquei as coords. no log da página da cache) e dirigimo-nos para o alto da Arriba Fóssil (o caminho é fácil – a minha mulher que é deficiente, pôde fazê-lo). No local, encontrámos um miradouro com proteção feita em troncos e ficámos por ali a admirar a paisagem que é deslumbrante pela beleza e amplitude  . Só não ficámos mais tempo porque o sol estava muito quente. Percorri alguns  trilhos por ali, tirei fotos mas decidi não descer em direcção à cache – parece perigoso.

Depois, fomos então para a praia (alegria do Filipe) e lá passámos pelo trânsito intenso mas que estava a ser regulado pelas autoridades e, fluía devagarinho.

Chegados à praia (a seguir ao bar indicado na cache), instalámo-nos e, enquanto o Filipe ia dar os primeiros mergulhos, eu fui à "caça". Não foi fácil para mim (alguma é?). Fui direito ao sítio que a agulhinha me indicava (EPE de 13 m) e lá andei nas aventuras do costume (arranhões…) enquanto resmungava para comigo mesmo; "Fácil! Diz o Ricardo… Fácil!…" Bom… ao fim de meia hora (!) lá a encontrei sem necessitar das dicas (mas por pouco!). Não tirei nada mas deixei um miniatura do símbolo dos Escuteiros.

Depois lá fui à praia… e que bem que me souberam os mergulhos! Estava todo suado e cheio de pó! Não gostei é do efeito da água salgada a tocar nos arranhões… "ossos do ofício".

Depois dos primeiros mergulhos, enviei um SMS ao autor da cache a dizer-lhe as palavras que faltam na página e a "pedir" autorização para registar (Esta é uma cache regular. Não é preciso autorização. Mas só por brincadeira, cumpri as "formalidades")
Como a praia estava cheia de gente e aquela praia só tem uma saída, calculei que era melhor sair tarde… O tempo até estava bom. O pior é que toda a gente pensou como eu… Às 20H00 decidimos sair e… ficámos presos no carro até às 23H35! Todos completamente parados! Com os motores desligados. A fazer viagens até aos bares da zona para comprar alimentos de recuros, água, etc…! Toda a gente indignada… Num engarrafamento sempre se anda um pouco, nem que seja 5 metros por hora… mas completamente parados e com os motores desligados, durante 3H35m!?…

Quando se começou a ligar os motores e a andar (23H35) demorámos 50 minutos para chegar ao cimo da saída da Fonte da Telha (em frente à Guarda Fiscal) e, depois, 35 minutos para chegar a casa (Lisboa, Penha de França)… onde estava o motivo do "engarrafamento"? Como de costume… já lá não estava…

Portanto, esta cache deve mesmo ser feita durante os dias de semana durante o Verão (O joão bem avisou na página da Cache)…

Nuno, ainda bem que não foste conosco – Era muito complicado para vocês com o bebé para cuidar…


Enjoy … Alcochete

orebelo - 2003/06/11

Estava muito sol e calor, mas lá fui em busca da cache, fui de carro, tal como o Ricardo descreve, não é difícil de fazer de bicicleta.

Gostei de passear por locais que já conheço e outros que foram completamente novos para mim.

A cache vale a pena, onde é que o Ricardo arranja aquele material ?

Não deixem de visitar esta cache, e se possível de bicicleta.

Não posso dizer mais nada porque não quero estragar as surpresas.

Boas caçadas e pedaladas.

ORebelo


TB Zullu Lion

PedroOCoyote - 2003/06/11

Olá Pessoal,

Como vos tinha dito de que o TB "Zullu Lion" ainda não estava na
cache, posso vos dizer agora que ele já lá se encontra a partir
deste momento.

Um abraço e boa caçada,

PedroOCoyote


1ª Cache

PedroOCoyote - 2003/06/08

Olá Pessoal,

Conforme já tinha dito aqui está a minha 1ª cache. 🙂
A 1ª das quatro prometidas para este mês (1 por cada fds ), que dá
pelo nome de "The Eye of T. Rex", por quê este nome? Descobram e
despois digam-me. 😉
Esta cache está num local com uma vista extraordinária, em que penso
que no local existe "um Benshmark", mas como não sou entendido na
matéria deixo para quem sabe e que me possa dizer o que significa
caso não seja. Fico a aguardar.

Uma pequena nota, o "Zullu Lion" ainda não se encontra no local,
quando lá estiver comunicarei-vos.

"Enjoy the moment and the cache" 🙂

Um abraço,
PedroOCoyote

P.S. – Espero que gostem da minha imagem de marca na cache page –
"Coyote" 😉


1º Torneio de Paintcaching

Lenhador - 2003/06/04

Olá a todos!

Estão todos desde já convidados a  participar no 1ºTorneio de Paintcaching
que se irá realizar no próximo dia 10 de Junho, a partir das 10h, em
À-dos-Cãos, concelho de Loures.

Bem, mas o que é isto de Paintcaching?

Conciste em juntar duas modalidades, o paintball e o geocaching. A idéia
é
formar um jogo com duas equipas, cada uma munida de um GPS e equipadas
com
arma, bolas, máscara e camuflado. Realiza-se uma mata com cerca de 15
hectares. Será escondida uma cache num determinado local dessa mata
previamente, e no início do jogo será dado a cada equipa um papel com as
coordenadas a introduzir no GPS e um  mapa com dicas para não se perderem
na
mata. As equipas são deslocadas para extremos opostos da mata, e no
momento
em que é dado o início do jogo cada uma das equipas dirige-se para a
cache,
usando o GPS para a encontrar. O objectivo é que a primeira equipa a
encontrar a cache deve guarda-la de maneira a evitar perde-la para a
outra
equipa, bastando para isso eliminar o elemento que a encontrou, ou a
totalidade dos elementos da outra equipa. Tudo isto debaixo do fogo
cruzado
das armas semi-automáticas que todos os jogadores terão.

Faço este convite a todos os geocachers porque sem eles não se poderá
realizar este evento tal qual está programado, pois sem GPS não se
consegue
encontrar a cache, e assim passará a ser apenas um torneio de Paintball.
Pelo que foi definido no programa da actividade  e se tudo correr como
planeado, teremos esse jogo, depois um jogo de guerrilha em campo
semi-aberto, depois um pick-nick, onde cada elemento deverá providenciar
o
almoço (ainda se está a pensar se se irá providenciar um churrasco ou
não),
e depois continua-se com mais jogos, terminando-se depois com uma breve
explicação a todos sobre o funcionamento e utilidade do GPS, assim como
uma
breve formação de Rappel e um pouco de prática numa parede natural ou
ponte, providenciada por dois monitores que nos acompanharão no evento.

Estou certo que este programa é do agrado de todos; está uma votação
colocada por mim à pouco no grupo geocaching_portugal, na qual peço que participem. Tenho que
reunir 30 pessoas para que o evento seja viável de se realizar.
Qualquer questão ou informação ou sugestão adicional que queiram
adicionar
não hesitem em me contactar.

Quanto a valores ainda não estão defenidos, mas mais logo terei novidades
sobre esse assunto.

As coordenadas do local do evento e mais promenores serão dados
atempadamente.

1 abraço,

Claudio Cortez (aka clcortez)
Lenhador

Quatro questões importantes que me esqueci de referir:

-Para confirmar a vossa presença devem me enviar um e-mail a dizer quem vai
e quantos vão da vossa parte (quantos mais melhor!)e nomeadamente se vão
mulheres ou não, por causa dos coletes de protecção que elas tem que usar.
Devem indicar quais dos que vão jogam, e se levam crianças. Se as levarem,
não se esqueçam que enquanto estivermos a jogar elas não poderão estar
junto de nós.

-Para protejer os GPS das possíveis bolas de tinta irei arranjar uns sacos
de plástico resistentes para pôr à volta deles, permitindo assim levá-los
para o terreno de jogo sem que eles fiquem sujos ou danificados.

-O evento é aberto a todos, por isso levem quem quiserem. Basta para isso
que façam uma inscrição prévia dessas pessoas.

-Peço atenção para uma coisa: o terreno é sinuoso e se a isso associarmos
um dia de calor vai ser um dia cansativo. Tenham isso em conta quando
convidarem familiares ou amigos. Lembre-se de levar roupa resistente e
muita àgua. Quem já jogou paintball sabe que é puxado, ainda mais que estes
jogos vão ser num campo maior que o normal.

Prazos de inscrição, valores e outra informações brevemente disponíveis.



Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 38 queries in 0.222 seconds.