Entries from July 2005

Olá a todos!

Alt-R_Ego - 2005/07/30

Boas!

Sou o gajo mais maçarro que por estas bandas pode haver. Curioso de nascença e sofrendo de carencias tecnológicas, satisfiz recentemente o desejo de acasalar o meu smartphone com um aparelho GPSr. E digo-vos que eles se dão bem, embora ainda não tenham feito mais do que route planning.

Conheço o Geocaching há algum tempo pelas pesquisas realizadas na web, e desejo iniciar funções brevemente. Amanhã perto de casa, depois pelo mundo

Bom geocaching para todos


É uma guerra!

caixeiros - 2005/07/28

TINO – O Mestre calceteiro !!!

portelada - 2005/07/24

È só para informar vossas excelencias que o TB TINO já vai com uns bonitos 3865.7mi ,e dorme nente momento nos EUA   !!!! LOLOLOLOL

HÀÀ ….. parece que estamos em primeiro !!!

ROAM-SE DE INVEJA !!!!! LOLOLOLOLOOLO


Esta é uma nova para mim…

danieloliveira - 2005/07/20

Aqui está uma que ainda não me tinha acontecido nesta maluqueira do geocaching! Fomos de férias para Gran Canaria e como não poderia deixar de ser, alguma pesquisa na www evidenciou umas caches quase à mão de semear mas com a família às costas nunca se sabe se haveria tempo de lá chegar.
Uma delas era uma earthcache com o nome de Dunas de Maspalomas (GCNEH5) situada na península sul de Gran Canaria numa zona com cerca de 400 hectares de dunas (tipo Guincho em muito maior escala). Num dos dias, estrategicamente planeado para ir à praia, ficamos a 1.2 km do ponto zero (quem haveria de adivinhar!!!!; que sorte!!!). Chegados à praia pousamos os baldes, as pás, as toalhas, as inúmeras embalagens de bronzeador, os saquinhos com as bolachas e garrafas de água para sobreviver as 3 horas de praia, etc., etc. Depois de muita brincadeira na areia e de um belo banho. Neste momento devo referir que esta praia é de uma areia de granulometria extremamente fina com uma elevada percentagem de magnetite e outros minerais de Fe (desculpem mas sou geólogo e enquanto se consegue tirar o homem do geólogo, nunca se consegue tirar o geólogo do homem) que lhe confere uma cor dourada escura que é muito bonita mas aquece à brava e vi muita gente a fazer uma espécie de dança (não com lobos….) desajeitada para atravessar as zonas mais secas. Bem, voltando à história……. …ah, sim! 1.2 km do ponto zero não é nada e depois de uma desculpa parva ao resto da família (que já me conhece muito bem e devem ter pensado “ quem é que este pensa que está a enganar?”) lá fui eu de GPSr e máquina fotográfica na mão. Aliás a caminhada até foi agradável (com as várias paisagens ambulantes com aqueles mini? kinis?). A cerca de 327 m do ponto zero a seta do bicho (não! não posso usar essa palavra face ao que se segue…)… o GPSr inflecte para NE. Alto lá..! Levanto os olhos do bicho (não…!) do GPSr e sigo o trajectório da seta com os olhos quando dou por mim a olhar para uma data de espreguiçadeiras repletas de malta TODA NUA! Tinha chegado à “zona naturista” referida pelo autor da cache mas que eu pensava seria mais afastada. Posso vos dizer que havia para todos os gostos (masculinos e femininos) no que diz respeito a tamanhos, cores, formatos, penteados (ou não) e todos com uma descontracção que só posso descrever como “totalmente desinibida e descuidada” (ao fim ao cabo não quero ferir susceptibilidades daquilo que entra no site – já vi que a censura é dura e isto é para gozar um pouco).
Depois do “choque inicial” deparo-me com um problema: dou a volta ou entro a rasgar pelo meio? (outra má escolha de palavras face ao local onde me encontrava…!). Que se lixe, estava calor e 8 ou 9 filas de espreguiçadeiras já estava no outro lado. Ala e aqui vou eu! Má escolha! A máquina fotográfica na mão não levantou nenhum comentário verbal mas o conjunto, 1 tipo de calções (vestidos e bem apertados) com um aparelhometro na mão e uma máquina fotográfica na outra fizeram arregalar muitos olhares. Um minuto depois, que de facto pareceram mais uns 10, estava no outro lado a caminho do ponto zero. Chegado ao ponto… (aqui tenho que voltar atrás………. desculpem).
Para logar a cache era preciso tirar uma foto num dos pequenos muros circulares (são muros feitos de pedras vulcânicas roladas pela maré – se já sabem o que são digam-me para parar que sigo já com o resto da história – de dimensão média que são empilhadas para formar pequenos muros de forma circular com cerca de 2.5 m a 3 m de diâmetro e 50-60 cm de altura que tem uma pequena entrada e os banhistas usam-nos para se expor ao sol, e assim estarem protegidos dos ventos fortes que se fazem sentir nesta região) que estavam no local cerca de 200 atrás da referida zona naturista.
Agora sim… chego ao ponto zero e estão mais uns marmelos (e marmelas) a apanhar sol nas partes mais íntimas (pensava eu!) do corpo. Não tive coragem de lhes pedir que me tirassem a dita foto e optei por uma foto à lá “locationless-style” que espero que o autor goste.
Porém, quando me vim embora ocorreu-me uma ideia diabólica: seria muito mais engraçado ter escondido um tupperware debaixo de uma das pedras de um destes muros. Dei-me a imaginar com um cacher mais descarado a chegar ao local e encontrar o círculo ocupado com um ou uma naturista. “Ó tu aí! Vira lá essa coisa para outro lado que ando aqui à procura de outra “coisa”. Deveria certamente levantar algum comentário e daria mais gozo do que aquela do MAntunes de meter uma cache na casa do guarda do Palácio de Belém!


Google Moon

GlorfindelPT - 2005/07/20

Depois do Google Earth e do Google Maps, a nova aplicação chama-se Google Moon. O que faz é óbvio.

http://moon.google.com/

Se alguém quiser colocar uma cache na lua é a ferramenta a ter para encontrar (uma vez que lá o GPS não serve de grande coisa). Recomendo também que experimentem o nível máximo de zoom!


Geocaching em Inglaterra – impressões aqui do tuga

Crocodilo - 2005/07/17

Tenho estado em terras da Outra Majestade nas últimas semanas, e aproveitei a oportunidade para fazer umas caçadas na região do Somerset (a uns 200 km a SW de Londres). Encontrei nove, falhei duas, e fiquei particularmente impressionado com este país. Vejamos porquê:

– Caminhos florestais e rurais organizados, demarcados, autorizados, limpos e lindos por toda a parte;
– Extensa documentação, guias de trekking, cartas civis de todas as escalas e feitios, facilmente disponíveis em qualquer livraria ou loja de outdoors;
– Imensas lojas de outdoors. Afinal, parece que este é que é o desporto nacional dos ingleses. Toda a gente o faz, toda a gente aproveita o campo, cada dia de sol (e não têm sido poucos) é uma desculpa para o povo ir passear para a natureza (em Portgal o povo vai passear para o shopping);
– Geocachers, trekkers e população geral extraordinariamente afáveis, simpáticos e prestáveis. Só os teenagers se comportam como os turistas que estamos habituados a ver no Algarve, o resto da população tem sido fabulosa em todos os aspectos;
– Belas caches, contentores grandes (ainda não vi nesta zona nenhuma micro), geralmente com boas informações de como chegar lá, onde largar o carro que outras coisas devem ser visitadas na área, etc.;
– Um gosto generalizado pelas coisas antigas, e um carinho enorme a preservá-las: desde edifícios, a parques, árvores, monumentos, tudo é antigo e em muito boas condições;
– Imensas áreas relvadas, florestadas ou simplesmente selvagens, mesmo dentro ou em redor dos centros populacionais, facilmente acessíveis, sempre com estacionamento;
– Paisagens espectaculares (e eu confesso que nunca gostei particularmene do campo, mas aqui mudei de ideias).

Conclusão: cinco estrelas. Recomenda-se vivamente o geocaching que por aqui se faz.

"Crocodilo" Diniz
… baixinho e devagarinho…


Apresentação

Jurassic_Walker - 2005/07/13

Olá a todos

Há muito que conhecia a actividade mas
nunca tinha experimentado.
Agora, um amigo, o Cachapim, desafiou-me
já “cachei” duas vezes.

Em paralelo ao BTT agora junto o geocaching.

Cumps


Algum geocacher na zona norte de Coimbra?

clcortez - 2005/07/13

Procuro Geocacher na zona a norte de Coimbra para um projecto de cache na zona.
Urgente!
Favor contactar-me asap! 🙂


3º Dinamite…

PedroOCoyote - 2005/07/07

Pois é pessoal, aqui está o terceiro "Dinamite" do Coyote , conforme vos tinha prometido, está situado na povoação da Tala (os Bip-Bip´s) que não me estejam a ouvir.
è uma cache simple de tamanho regular foi escondida, colocada no site e autorizada ontem (06-07-2005). Mas como ainda estou um bocado verde outra vez nestas andanças a beleza da página da cache não está grande coisa, pois esqueci-me de alguns pormenores ou não está funcionar bem (coisas do oficio), bem acho que vou começar a encomendar uma bata branca tb pra mim, esta porra pega-se.
Se alguem me poder esclarecer umas duvidas sobre como proceder à rectificação da beleza da página da cache, pode contactar-me por favor.
É que gosto de ter as coisas perfeitas e bonitas .

Obrigadão….e…..Divirtam-se.
Boa Sorte

P.S.- Já está em andamento o próximo conjunto de "Dinamites", desta vez os Bip-Bip´s não me escapam.

Abraços


GoogleEarth

btrodrigues - 2005/07/04

Depois de ter ficado tudo com os tintins colados ao rés-de-chão com as imagens de satélite do GoogleMaps, eis que surge outro prodígio. GoogleEarth. Se ainda não viram, aconselho vivamente.

http://earth.google.com/

Façam download com paciência (tem havido uma procura enorme e os downloads tem sido racionados, assim como as activações – o que quer dizer que nem sempre basta ter o programa instalado, que é preciso que a activação corra bem… A boa notícia é que assim que a activação "entra", nunca mais ninguém vos chateia…)

(se não conseguem fazer download na mesma, disponibilizo em
http://quad.against.org/google/GoogleEarth.exe o executável – façam com ele o que quiserem, à vossa responsabilidade)

Para além de correr em client-side e de poder fazer importação (na versão base) de ficheiros LOC e GPX, o GoogleEarth tem uma API definida que permite fazer uns truques porreiros. Se quiserem ir acompanhando o desenvolvimento que vou fazendo enquanto tenho tempo livre (t minus 19 dias and counting, you know what I mean) adicionem o seguinte network link ao vosso GoogleEarth:

http://quad.against.org/google/index.php

(Add-> Network Link -> Network Link Properties -> Location)

Isto é beerware, posso fornecer o código PHP a quem estiver interessado, assim como o script perl que gera o CSV que alimenta o PHP (uuf uuf). Seria interessante converter isto para CGI perl para que fosse corrido directamente do servidor do @PT, sendo inserido na área das stats.

O resultado final?



Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 50 queries in 0.484 seconds.