Preciso da vossa opinião.

2 Cotas - 2005/05/30

Precisava da vossa opinião sobre os seguintes logs.
O primeiro, Versão 1, é o original que foi substituido pela Versão 2 pouco depois.
Resta acrescentar que ambas as versões finalizavam com: Esta aventura continuou em locais bem mais aprazivéis,

Versão 1Depois de muitos arranhões, caraças, e de uma queda, bem em cima das silvas, da parte do xxxxxxx, lá conseguimos chegar finalmente ao ponto zero.
Dar com a cache foi realmente fácil, porque não havia muitos sítios onde a esconder.
Infelizmente, esta cache deu-nos demasiado trabalho (arranhões e mazelas), para o gozo que conseguimos tirar ao encontrá-la…
No ponto onde está a cache, não existe mais nada de interessante para além da vista que já conhecíamos das fotos e ainda por cima, não a conseguimos ver no local por causa da neblina baixa…

Versão 2Depois de muitos arranhões, carraças, e de uma queda, bem em cima das silvas, da parte do xxxxxxx, lá conseguimos chegar finalmente ao ponto zero, em meio a um campo cultivado.
Dar com a cache foi realmente fácil, porque não havia muitos sítios onde a esconder.
Infelizmente, esta cache deu-nos demasiado trabalho (arranhões e mazelas), para o gozo que conseguimos tirar ao encontrá-la…
No ponto onde está a cache, não existe mais nada de interessante para além da vista que já conhecíamos das fotos e ainda por cima, não a conseguimos ver no local por causa da neblina baixa…
Para terminar, foi necessário uma inspecção rigorosa, para nos livrarmos das carraças que entretanto se agarraram à roupa (estamos a falar dos parasitas mesmo… ). Apesar do cuidado, ainda encontrámos uma quando almoçávamos na cache seguinte…
Uma dica: é possível evitar parasitas e cardos indo de jipe até à cache, mas é preciso ter uma atitude "desprendida" no que diz respeito à pintura… Mesmo muito desprendida!

14 responses so far ↓

  • 1 bargao_henriques // May 30, 2005 at 22:23

    Prefiro o segundo… Tem mais sumo! 😀
    Quanto às carraças, elas também têm direito à vida e à liberdade de se agarrarem a quem quiserem, ainda que no teu caso eu considere que a opção delas não tenha sido a mais feliz… Eheheheheh 😛
    Que cache é esta, pá?
    Não adianta esconder, porque todos vão fazer a mesma pergunta…
    O teu log não será severo demais para com a cache e o seu dono?…

  • 2 GlorfindelPT // May 30, 2005 at 22:29

    … mas queria só dizer que foi das caches que mais gozo me deu fazer por me obrigar a um certo nível de trabalho de casa com diversas ferramentas, além do trabalho normal de geocaching de descobrir o caminho para um certo local e lá chegar!

  • 3 MAntunes // May 30, 2005 at 23:25

    Não vale a pena levar as coisas tão a sério. Os logs não devem ter sido feitos com objectivo de ser severos mas, apenas, o manifestar do desconforto de uma caçada que correu menos bem. Penso eu de que… 🙂

    MAntunes

    PS: ÓPH! Não concordo contigo; O segundo log não tem mais sumo, tem é mais carne.  😉

  • 4 Rifkind // May 30, 2005 at 23:42

    A Rifkinda escreveu a versão inicial de todos os logs e eu revi e acrescentei algumas coisas… Desculpa Diamantino, mas o facto é que as condições actuais do cenário são as descritas. As paisagens bem mais aprazíveis que se seguiram, por acaso até são de outra cache tua: "Há horas de sorte". Ainda bem que reconsideraste o arquivo desta cache. Estou certo de que encontrarás uma solução para que ela volte a ser como pretendes… Se quiseres, mudo o texto do log, mas manterei o aviso sobre as carraças e a indicação do caminho, porque são reais e relevantes, especialmente se se levar crianças ou animais…

    Obrigado,
    Rifkind
    aka
    xxxxxxx

  • 5 btrodrigues // May 30, 2005 at 23:43

    tou um bocado aparvalhado a apanhar do ar, mas tenho que dar a minha colherada.

    não acho que o log tenha sido severo ou negativo ou de certo modo castrador ou castigador para o owner. a ser mau para alguém, terá sido para os geocachers (o daniel oliveira foi lá com os putos e não se queixou da experiencia).

    sem mesmo sem a ter feito (ainda), concordo que a cache será das mais originais das 300 (299? 298?) que temos em .pt. penso que devíamos todos respeitar isto e mencioná-lo e valorizá-lo. se tem carraças, adiciona-se um aviso para os mais incautos (temos que viver e lidar com isso).

    peace

  • 6 lamas // May 31, 2005 at 01:50

    Ninguém arquiva nada…
    Andamos há algum tempo a queimar neurónios  e a gastar montes de tinta da impressora,a evitar ir à micro com as coordenadas da cache, e agora querem arquiva-la ?
    Deixem passar um tempinho que as carraças emigram e dá tempo para conseguirmos descobrir o local, pode ser ? Please…

  • 7 ricardorsilva // May 31, 2005 at 08:12

    Podiam arquivá-la só depois de eu a fazer? Obrigado!

    P.S- Essa história das carraças… No Verão é sempre assim, não há muito a fazer no meio do campo. Sinceramente, já pensei em colocar algum dos produtos que usam nos cães nas minhas calças de geocaching, mas depois acendeu-se uma luzinha cá dentro (acho que lhe chamam consciência)

  • 8 2 Cotas // May 31, 2005 at 11:54

    Tkx
    Já pedi para que fosse "desarquivada".
    Na eventualidade de voltar ao activo, e dada a forma de que se revestiu a chamada de atenção para essa falta,  considerarei a possibilidade hipotética de alterar os atributos incluindo as tais carraças junto com a já existente informação sobre as silvas.

    Queria, porem, pedir a todos os companheiros que não incluíssem as minhas caches em qualquer corrida aos lugares cimeiros. São, por norma e por opção, um pouco longe da borda da estrada e podem estragar algum objectivo mais imediato.

    Todos já sabem da minha disponibilidade antes, durante e depois, pelo que podem, sempre, mandar um grito. Só não prometo estar sempre ao pé do telemóvel, mas não se pode ter tudo.

    Por fim espero pelos vossos melhores esforços aos quais me dedicarei na justa medida da minha disponibilidade. E a da maria.

    E obrigada pelos piropos.

  • 9 clcortez // May 31, 2005 at 12:50

    Bem, então é assim:

    – 1º – Acho mal arquivar-se qq que seja a cache porque alguém teve muitas dificuldades e contratempos em lá chegar. Se por acaso o acesso ficou dificultado ( neste caso parece que as silvas estao a impedir o caminho) então aumenta-se o valor de dificuldade da cache.

    – 2º – Carraças vamos encontrar todos nesta altura em 90% das caches uma vez que estamos na altura delas. Que sirva de exemplo para as proximas e para os outros geocachers : CUIDADO com as CARRAÇAS!

    – 3º – Arquivar uma cache é sempre complicado pois vai impossibilitar os que estão a planear visitá-la deixar de o poder fazer. Só aqui já se manifestaram 2 pessoas + eu que me manifesto agora. Sim, quero encontrar esta cache pela maneira proposta na sua página : pegar nas fotos e ir à caça.

    – E por ultimo…4º – O objectivo desta cache não é ser fácil e acho a idéia muito original. É verdade qua não é facil porque o autor usou muito zoom nas fotos que fez pelo que o enquadramento das imagens disponíveis é muito pequeno. Depois no meetup explico o que quero dizer. É verdade também que dá muito trabalho e se gasta muito em combusível à procura do s+itio, eu tb já tentei e só tenho duas localizações prováveis, uma delas realmente é um monte cheio de picos ( será esse? ), mas esta cache já foi feita, o feedback é bom, e além do mais existe uma coordenada onde está escrita a localização exacta da cache. Meus amigos, não tenham receio. Geocaching é isto mesmo, aventura, acção, e ultrapassar obstáculos. Se realmente o objectivo for contar caches as do Diamantino não são as melhores!:)

    Rifkinds, adoro-vos e voces sabem disso. Agora despertaram-me a curiosidade dos picos…tenho que ir em breve à caça desta!!:)
    Quando precisarem de ferramentas para cortar silvas digam-me que tenho algumas. Não precisam de se mutilarem, por favor, não quero ir ver-vos ao hospital, pá!!:)

  • 10 btrodrigues // May 31, 2005 at 16:37

    "P.S- Essa história das carraças… No Verão é sempre assim, não há muito a fazer no meio do campo. Sinceramente, já pensei em colocar algum dos produtos que usam nos cães nas minhas calças de geocaching, mas depois acendeu-se uma luzinha cá dentro (acho que lhe chamam consciência)"

    E foste de saia?

  • 11 2 Cotas // May 31, 2005 at 17:39

    Alto lá! Não quero gajos de saias nas minhas caches…

  • 12 MAntunes // May 31, 2005 at 19:16

    …que os escoceses não podem visitar as tuas caches?!

  • 13 ricardorsilva // Jun 1, 2005 at 08:35

    Vai passar a ser a abordagem radical!

    Se algum de vocês passar por uma cache e vir um tipo de barba, com uma coisa que parece um telemóvel na mão, vestido com botas altas e saia, às voltas a entrar e a sair dos arbustos, há 2 hipóteses:

    – Eu decidi tentar uma abordagem mais radical às caches, seguindo o desafio do BTRodrigues (Medo!!!)

    – Ou então, vocês estão em Monsanto…

    P.S.- Depois deste post, todo o respeito que a comunidade geocacher portuguesa poderia ter por mim, encontra-se definitivamente perdido…

  • 14 2 Cotas // Jun 1, 2005 at 10:48

    Mas já viram o que me pode acontecer, legalmente falando claro, quando ordas de carraças começarem a atacar as partes mais pudibundas dos incautos visitantes das minhas caches?
    Já nem me estou a preocupar sobre o efeito das silvas nas referidas zonas geograficas, sempre podem ser afastadas com…algum jogo de cintura(?), agora carraças chafurdando em tão mimosos pertences? Pora Morde Thews!

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.126 seconds.