Soap opera

almeidara - 2006/09/22

Fagundes Camone da família dos Camones decide passar umas férias num pequenino país rectangular! Como na alfândega conseguiu fazer passar o seu GPSr, sem ter de explicar o que era o geocaching a mais uma autoridade, decidiu complementar os seu dias solarengos com umas cachadas.
A vida corria-lhe bem e o nosso Fagundes Camone já ia a meio de uma das suas cachadas quando repara que tem um desafio para o qual no seu país habitualmente não era defrontado. Ter de atravessar uma rotunda ainda vá que não vá… mas agora ter de subir a uma estátua já deixava o nosso Fagundes inquieto. A vontade de cachar era maior que o medo e o Fagundes concretizou. Fagundes ainda a tremer fica por demais emocionado quando repara que foi premiado com uma geocoin. Valeu bem a pena. Fagundes acalmou com a sensação de dever cumprido e dá a cachada por terminada.
Já com a moeda na mão o Fagundes é abordado:
“Ora, o senhor o que é que está aqui a fazer?”
“Ahmmm… eu estou a cachar!”
“Pois muito bem… queira mostrar-me os seus documentos, GPS, Diploma de Inglês,  etc…?  …mas o que é isto que tem no bolso? – um saco de plástico preto??!!”
“Mas…mas… senhor Polícia…” – retorquiu Fangundes!
“Mais do que isso…eu sou da GeoPOL! E tenho poderes absolutos sobre o Geocaching Português”
“Pois bem está aqui tudo!”- entregou Fangundes amedrontado.
Passados alguns momentos, após o misterioso indivíduo ter examinado inclusivamente a cache, voltamos ao diálogo:
“Pois, senhor Fagundes vamos ter de o autuar! O senhor não está a cumprir as regras mais elementares do Geocaching… o seu log não se encontra!!! O senhor apenas removeu a geocoin…e antes de mim?!!!! Vamos ter de lhe apagar o found!”
Fagundes incrédulo com isto arrisca a pergunta para uma resposta afirmativa quase óbvia:
“Presumo que seja o owner da cache…mas acha que está a ser justo?!”
“Meu amigo eu sou mais do que o owner… eu sou o OwnerMaster… e se continua a duvidar da minha autoridade terei de proceder à caçassão do seu GPSr por um período mínimo de dois anos com pena acessória de ter de lhe ficar com essa geocoin por uso indevido de uma cache da minha área de supervisão!”

Obrigado a todos os legisladores, executores e verificadores do geocaching em Portugal.

3 responses so far ↓

  • 1 danieloliveira // Sep 22, 2006 at 20:56

    Exmo Senhor Engº I. Jones,

    Tendo lido o seu artigo com muita atenção, queira V. Exª elucidar-me quanto ao seguinte ponto:
    Amanhã combinei com dois colegas, e perdoe-me o desabafo, mas são gajos porreiros mas uns lambões de geocoins, amantes incondicionais do geocaching português ir para a zona de Sintra espalhar umas geocoins e simultaneamente apanhar umas caches.
    A minha pergunta, óbvia, é se existe na zona de Sintra-Cascais uma delegação do geocaching português para que possa preencher e entregar o devido impresso de autorização para nós cacharmos à vontade.

    Muito agradecido desde já pelo tempo dispensado. Despeço-me com os maiores cumprimentos,
    Doutor Carapau de Corridas

  • 2 MAntunes // Sep 22, 2006 at 21:23

    …passa-se num fictício "rectângulo à beira Mar plantado" e qualquer semelhança entre as personagens, factos e lugares desta novela e a realidade é pura coincidência.  

  • 3 bargao_henriques // Sep 22, 2006 at 21:37

    Bem, coitado do Fagundes!
    Espero que cenas destas nunca cheguem a acontecer por cá!
    Só lhe faltou ser preso e enviado para Guantanamo ao tentar esconder a cache no local dela, sob a acusação de estar a preparar um atentado terrorista…

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.158 seconds.