Earthcaches 101

danieloliveira - 2008/09/06

[Na sequência de um apelo no fórum para a produção de novos artigos e conteúdos, eis o primeiro de (esperamos) muitos artigos. O Daniel não precisa de muitas apresentações, o seu interesse e conhecimento na área da geologia tem sido uma constante no seu currículo no geocaching, sendo disso exemplo a quantidade fenomenal de earthcaches submetidas assim como as acções de sensibilização e divulgação na área. Como as earthcaches tem características diferentes das caches habituais, surge muitas vezes a dúvida sobre o que são e sobre a origem destas diferenças. Nada como passar a palavra ao perito. Muito obrigado, em nome de todos e da equipa de moderadores.]

Earthcaches

O que são e onde estão?
As earthcaches são caches virtuais em locais onde existem aspectos interessantes relacionados com o nosso planeta (Terra – para aqueles que normalmente andam na Lua).

Sendo caches virtuais, neste momento, não obedecem à regra dos 160 m.
As earthcaches têm sempre um aspecto didáctico no sentido em que em cada local tem de haver uma tarefa dedicada unicamente ao aspecto geológico/geomorfológico que é focado pela cache em questão.
Estes aspectos podem ser dos mais variados mas a meu ver, acho que um aspecto geológico “diferente” do costume e localizado numa pequena área é a melhor opção a tomar. Há aspectos geológicos que para serem entendidos é preciso percorrer vários quilómetros e isso perde o interesse para uma pessoa que vai ao local de fugida. Por exemplo: uma curta paragem num aspecto geológico pequeno e de interesse é muito mais proveitoso do que mandar alguém ver a Falha da Vilariça onde só se vê bem e percebe depois de a seguir desde quase de Macedo de Cavaleiros a Vila Nova de Foz Côa.

Como se submete uma earthcache?
As earthcaches, sendo caches de carácter geológico/geomorfológico, são inicialmente aprovadas pela Geological Society of America onde “vive” o approver chamado “Geoaware” que depois de as aprovar as manda para o site da geocaching.com onde são finalmente publicadas.
As caches são submetidas preenchendo a “submital form” através do site próprio, site este que tem não só as guidelines para submeter caches como também uma listagem de todas as earthcaches disponíveis pelo mundo fora.

Dicas para submeter uma earthcache – O meu ponto de vista
1-    As earthcaches têm sempre a preocupação de não perturbar propriedade privada. No caso de haver uma cache em propriedade privada, é preciso fornecer os dados completos do proprietário e o seu contacto no caso de haver alguma reclamação. Eu aconselho a colocar SEMPRE em locais públicos ou de livre (e fácil) acesso.
2-    Usar o princípio KISS (keep it simple and stupid) e não complicar demasiado as coisas. O aspecto em questão tem de estar bem visível e ser de fácil compreensão para não obrigar a lições demasiado complicadas e também complicar as tarefas.
3-    Manter a tarefa simples e de fácil execução.
4-    Ter a certeza que sai do local viu uma coisa fora do comum, aprendeu qualquer coisa que poderá reconhecer noutro local sem recorrer aos livros e manuais.

7 responses so far ↓

  • 1 danieloliveira // Sep 6, 2008 at 23:07

    A minha área de “perícia” é Geologia Económica. As EC’s que tenho, com a excepção de duas em Trás-os-Montes são sobre aspectos mais gerais e paleontologia. Quando não percebo pergunto. Os créditos estão devidamente assinalados nas páginas das caches. Obrigado a essa pessoas que têm partilhado o seu “know-how” comigo.
    A todos vós que vão por curiosidade ou pelos números – OBRIGADO.
    …..
    …..
    …..
    …..
    + 6 submetidas e muitas mais a caminho.

  • 2 vsergio // Sep 7, 2008 at 05:23

    São sem dúvida lições a não perder… e tenho muito que aprender, já que desisti de Geologia após o secundário, e estou arrependido, posso dizer.

    Quanto às caches, tenho que ir ver aquela (só pelos números, claro) que está de ladecos 😉

  • 3 mtrevas // Sep 8, 2008 at 03:01

    Daniel… já devias de saber que é pelos números :mrgreen: !!

    Com já tive oportunidade de te dizer pessoalmente, sou fã deste tipo de caches, só o facto de se aprender sempre algo com as earthcaches, sendo ainda para mais sobre o nosso planeta é de facto fantástico.

    Vsergios… essa que está de ladecos acho que ainda não encontrei, ou será que sim, elas estão todas de ladecos 😆 ❗

    Daniel, venham mais que eu lá irei encontrar!

    Ah, já agora, excelente artigo…

  • 4 Daraopedal // Sep 8, 2008 at 05:15

    Obrigado pelas informações. Espero conseguir pôr isso em prática qualquer dia para criar uma earthcache para divulgar o Geoparque de Arouca. Prometo voltar a chatear para tirar qualquer dúvida.
    Boas caches
    Daraopedal

  • 5 MightyReek // Sep 13, 2008 at 14:07

    Um bom artigo sem dúvida e indiscutivelmente uma boa ajuda.
    Vou tentar submeter uma earthcache em breve. Vamos ver se consigo fazer tudo bem à primeira, segundo as indicações do “mestre”.

  • 6 4crosses // Sep 15, 2008 at 23:26

    Obrigado por este tipo de caches, pois é com elas que ainda aprendemos qualquer coisa á cerca do nosso planeta (terra ou ainda 3º calhau a contar do sol) :mrgreen: .
    Quanto a números, pois seria bom andarem sempre com uma régua ou fita métrica atrás ou ainda um peclise pois nunca se sabe o que será necessário (se não fizerem os trabalhos de casa).

    Venham mais destas.

    Luis

  • 7 glossário geocaching | O Meu Moleskine // Jul 4, 2011 at 15:42

    […] Earthcache As earthcaches são caches virtuais em locais onde existem aspectos interessantes relacionados com o nosso planeta (Terra – para aqueles que normalmente andam na Lua). Sendo caches virtuais, neste momento, não obedecem à regra dos 160 m. As earthcaches têm sempre um aspecto didáctico no sentido em que em cada local tem de haver uma tarefa dedicada unicamente ao aspecto geológico/geomorfológico que é focado pela cache em questão. Estes aspectos podem ser dos mais variados mas a meu ver, acho que um aspecto geológico “diferente” do costume e localizado numa pequena área é a melhor opção a tomar (in geocaching-pt.net). […]

Leave a Comment


Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 35 queries in 0.152 seconds.