Entries from December 2004

T bué d xtead!

2 Cotas - 2004/12/23

Não é falta de letras, parece que é a nova moda de escrever SMS. Como o espaço disponível é pouco, vai de escrever uma coisa que pode ser lida em vários sentidos…
Assim sempre parece que estão a falar sobre qualquer coisa sofisticada e esotérica.

Mas voltando á minha triste sina… não há sol que me aqueça…

O meu pc de trabalho é clonado de alien. Não é de alien ALIEN, é só marado do CPU. Tipo faz que faz mas não faz. Conhecem aquele verso:

Tu pensas que eu que penso,
Mas se pensas, pensas mal,
Eu nunca pensei nem penso.
Nem penso pensar em tal.

Agora imaginem que substituem “pensar” por “computar” e já ficam com uma ideia da cena. Mas adiante.

Agora deu-lhe em baratinar-me a mim também. Uns moçoilos aqui da maralha resolveram provocar-me e desataram a fotocopiar as caches maradas. Ainda me lembrei de pedir royalties, mas achei que melhor era ir lá gamar-lhas. A Maria não achou grande piada á ideia e respondeu-me que todos somos filhos de Deus. Não percebi muito bem a ligação, mas achei melhor “concordar”, depois dos balúrdios gastos em prendas o meu saldo bancário “passou-se” para o lado dela. Não podes vencer? Junta-te a eles.
No entanto já tinha começado a descascar a pobre. Circunferências em triângulos, triangular círculos, tangentes, arcos e balões. Aqui o meu colega ainda tentou calcular a coisa á unha mas acabou-se-lhe o lápis. Modernices.
Imprimi o mapa, rapinei a régua á contabilidade e o compasso ao pessoal 3 portas abaixo e vai de puxar pela cabeça. Por pouco ia parar á ETAR da EXPO, mas lá me safei. Mas olhem que o resultado foi o mesmo. Muito bem. A coisa promete, até tem razão, pode ser. Amanhã vou lá. (3 Portas abaixo? Foi tudo abaixo!!!)

E chegou o amanhã, o hoje, mais propriamente. Lá fui eu.
A medo claro, primeiro até podiam ter inventado tudo, só parte, ou um poucochinho só. Prái 20 metros… Tantas variáveis para um resultado só. DNF. Cá pela minha parte foi mais PH!

Volta a rever tudo, está certo. TMN pra cá e para lá. Jaztel pra cima e pra baixo. E é mesmali! Mas as coordenadas estão mal. Ou seja o Cab$%%$#rão do pc está-me a baratinar os datuns da lista dos uaipointes. Faz as contas certas, chama-lhe uma coisa qualquer á escolha dos humores alheios e fica á espera que eu vá corrigir. Para depois se ficar a rir. Ou seja, se eu não corrigir, está tudo bem e tudo mal. Se eu corrigir, fica tudo mal e tudo bem. Perceberam? Juntem-se ao grupo…
Quersedzêr, faz as contas bem mas chama-lhe nomes. Se corrigir os nomes, fico 500 metros com as ventas dentro de água, mas a chamar as coisas pelos nomes correctos. Perceberam agora? Nem eu…

E já passei a fase dos datuns nas directorias, dos loades mapes correctes datuns, dos uaipointes proprietis confirmatiões e outras merthas do mesmo teor! Afinal só queria encontrar o taparuere. De 12 cm embrulhado num saco de plástico… Não há direito.
Ainda pensei que o problema fosse da régua da contabilidade. Podia ser aquela que eles usam para fazer os descontos á malta, mas não. Como eles já a tinham fanado ao marketing, não devia ser. Do lápis também não devia ser, porque até tinha escrito com marcador. Só se for dos mapas. Assim com assim, toda a gente desconfia do que vem do lado do Portas, por isso… Mas não, é mesmo maradice do PC. Inventou tudo.

Ainda por cima o GEO.com tá de gatas. Deve ser com os remorsos de andarem a aprovar muitas caches maradas…  Já não há respeito… ele é as caches… ele é o pc… ele é o saldo bancário… não há sol que me aqueça…


VIDEO DAS GRUTAS DE LECEIA !!!

portelada - 2004/12/18

Para os partecipantes ou não , aqui vai um video do encontro GC nas grutas de leceia !!!

O ficheiro tem cerca de 3MG, pelo que é capaz de demorar um pouco a descarregar !!!

Espero que gostem , foi montado em 20 min !!!

http://geocaching-pt.net/wpimg/grutas%20leceia%20mpeg%20%20leve.wmv


O VERDADEIRO GEOCACHER !!!

portelada - 2004/12/18

Posso ser acusado de pirataria e de corromper o direito de autor, mas não resisti a publicar um excerto de um mail do Grande Diamantino, para vos ensinar como se porta um VERDADEIRO GEOCACHER !!!

1. Caches só a seguir ao almoço

2. Não se diz mal do sofá nossamigo

3. O caminho directo nem sempre é o melhor, principalmente se incluir silvas

4. Quanto menor a cache maior a desculpa que precisa para existir

5. Não se deixa os (Srs) putos comer as bifanas e beber as imperiais dos outros

6. Não se acredita em tudo o que nos dizem

7. As caches feitas de bicicleta não valem tanto como as outras

8. Não há mal nenhum em levar os carros mesmo ao pé das caches, desde que não se pisem

9. Só são permitidas exclamações superlativas nos Logs do Geo.com. Comentários defeituosos, só em privado.

10. Quanto mais te divertires melhor, mas não abuses…


GPS aeronáuticos

Crocodilo - 2004/12/17

Muitíssimo resumidamente:

Há dois tipos: os Certificados (1), e os "ditos" de Uso Aeronáutico(2).

Os segundos caracterizam-se apenas por possuirem uma base de dados actualizável com aeroportos, rádio-ajudas e marcações de espaço aéreo, e costumam ter algumas funções de cálculo apropriadas para o voo. São uma versão amaricada do que usamos, mas não garantem ao aviador nada mais que uma ajuda "oficiosa" para voo visual.

Os primeiros são "coisa fina", geralmente fixos, e certificados pela entidade aeronáutica competente para utilização a bordo de aeronaves. Costumam integrar-se com outros sistemas a bordo (gestão de navegação, rádio-comunicações e rádio-ajudas),e estão num patamar financeiro e técnico muito além do que estamos habituados a ver. Nestas coisas de aviação, o simples facto de um pinchavelho qualquer estar certificado multiplica automaticamente o seu preço, porque começamos a entrar no campo em que o fabricante do equipamento assume responsabilidades de performance que podem ser chamadas à pedra caso algo dê raia.

A minha postura pessoal e profissional é que, com as devidas ressalvas e enormes cuidados, os GPS "outdoor" cumprem satisfatoriamente a função dos ditos de Uso Aeronáutico. Desde 1998 que faço disso prova (e uso diário). Trabalhamos com uns Garmin Pilot III, mas o meu Garmin GPS 12, bem alimentado de waypoints publicados e geridos por mim, continua a dar cartas. Para além disso, são uma ferramenta preciosa para planeamento no chão, conversão de coordenadas, backup e eventual uso numa situação de acidente/sobrevivência.


Modelos de GPS – a minha experiência

Crocodilo - 2004/12/15

Bom, como já há uns anos uso estas maquinetas para trabalhar, pensei em deixar aqui alguns pensamentos sobre os modelos que conheço.

Comprei um Garmin GPS 12 em 1998, e uso-o até hoje, para voar helicópteros. É um modelo de outdoor, bastante básico, mas de uma robustez e fiabilidade impressionantes, à prova de água, com excelente autonomia de baterias e óptima captação de satélites. Tem a adorada função de averaging ao marcar um ponto, e a possibilidade de fazer mark e goto com dois toques de teclas apenas, para uma situação MOB (que utilizo ao fazer SAR sobre o mar). Só posso dizer maravilhas deste aparelho, não tem nada que não seja útil, e cumpre cabalmente as minhas necessidades normais. Com o passar dos anos recheei a sua memória com waypoints aeronáuticos, incluindo hospitais, campos de futebol e heliportos e pistas secundários, bem como rádio-ajudas (cuja frequência anoto no campo destinado às observações). O interface com o PC é fácil, e costumo trazer um pequeno freeware numa pendisk para backup e gestão de waypoints e rotas. Nada mais fácil e simples.

Em 2000 decidi experimentar uma nova geração de aparelhos, e comprei um Garmin eMap. A novidade era a cartografia muito razoável para uma área enorme. Percorri sózinho centenas de quilómetros nas estradas da Bósnia e Croácia, navegando apenas com o GPS, sem ter um único mapa em papel. É difícil arranjar melhor teste que este, e o aparelho é de facto muito bom para isso mesmo: andar de carro. Para voar faltam-lhe diversas funções, como definir linhas de rota, determinar as horas do nascer e põr do sol, apresentar ETAs, etc. Tem um defeito que muito me irrita, contudo: se estivermos bastante próximos de uma estrada, ele tende a "pensar" que estamos de carro, e apresenta a posição ligeiramente desviada, para coincidir com a posição desta. O mapa, com grande zoom, pode assim induzir algum erro. Ainda hoje ando sempre com ele no porta-luvas, e é frequente usá-lo quando vou a um sítio novo. É neste aparelho que vou guardando a minha colecção de waypoints que assinalam bons sítios para começar as minhas jornadas de caça submarina! Adicionalmente, este é o GPS que a minha mulher aprendeu a usar, e empresto-lho sempre que mo pede.

O terceiro modelo foi adquirido e experimentado esta semana. Precisava de um GPS ligeiro, básico, com funções semelhantes às do GPS 12, para poder voar, mas sendo mais prático de utilizar ( andar com ele) no chão. Para as caminhadas, o jogging e o geocaching, afinal. Como as finanças são um (grande) factor, optei pelo modelo de pulso e pilhas Garmin Foretrex 101. Preço convidativo, e venho encontrar as funções que preciso num pacote ligeirissimo. Estou ansioso por o experimentar no ar, porque no chão passou os testes com distinção. Também este modelo é à prova de água e resistente, outras grandes vantagens (que faltam ao eMap). Sinto apenas a falta do panning no mapa, e do campo para anotações nos waypoints, mas vim a ganhar a possibilidade de programar rotas com muitos mais pontos, e uma capacidade de tracklog dez vezes superior ao GPS 12. A cartografia é algo que, para isto, considero perfeitamente dispensável, funções de bússola e altímetro/barómetro/termómetro já as tenho Suunto X-Lander e num Casio Pro-Trek, e assim esta parafernália complementa-se muito bem.

Uma última mas importante ressalva: o uso em voo de GPS não certificados para uso aeronáutico é algo que, se exceder funções de apoio prudente à navegação VFR pode fazer incorrer em sérios riscos e perigos para o próprio e para outros. Mas sobre este tema muito poderia eu escrever…

Abraços à comunidade, e boas geo-caçadas!

Crocodilo


Baixinho e devagarinho…

Crocodilo - 2004/12/13

Boas!
Já há tantos anos que uso GPS portáteis para trabalhar, e agora descobri isto do geocaching. Porreiríssimo, tendo em conta que adoro caminhadas e jogging. Melhor ainda porque a minha mulher também adora isto, e estamos sempre à procura de pretextos para levar o nosso bebé a passear e desenvolver o gosto pela natureza e actividades ao ar livre. Já vi que há vários caches perto da nossa casa (Estoril), por isso contem comigo, chuva ou sol, venham as folgas.

Abraços ao povo!


Meetup de 10/12/2004

FGV - 2004/12/10

Coube-me a mim começar a prosa sobre o meetup de 10/12/2004.

E começo salientando, porque me disseram que seria importante realçar isto, que nenhuma embalagem de Halibut foi avistada no local.

Bom e em relacao ao encontro… foi interessante começar a associar rostos aos nomes que eu conhecia de autores de caches que visitei ou que estou a planear visitar.

ler mais »


olá pessoal!

olharapo - 2004/12/09

Descobri o geocaching através da revista Sábado do passado dia 21 de Agosto. Achei logo a ideia interessante.
Na semana seguinte a ter conhecido o geocaching fui de férias rolantes até Gibraltar e a família ficou logo apanhada (mesmo). Graças a este hobby conhecemos sítios pelos quais passaríamos sem ter o prazer de os conhecer. Valorizou muito a nossa viagem.
Acho que posso dizer que o artigo da Sábado alterou as minhas prioridades para o meu pouco tempo livre.
Já conheço os usernames dos praticantes mais ‘graduados’, já vi que se conhecem quase todos, já conheci um geocacher vizinho numa cache, já criei também algumas caches e também tenho divulgado a ‘coisa’.
Esta semana comprei dois pares de TB no eBay espanhol e acho que correu bem (só falta recebe-los…).

Já agora aproveito para perguntar como se colocam os smiles e restante bonecada nos textos dos logs.

Obrigado

Paulo Sousa


Enigma caches

danieloliveira - 2004/12/07

Mando uma salva de palmas para todos/todas aqueles/aquelas que tornam o geocaching um desporto cada vez mais interessante. Refiro-me aos que não estão satisfeitos por esconder caches simples mas sim debruçam-se sobre possíveis enigmas para tornar a caçada ainda mais interessante. A preparação é de uma logistica diabólica e eu só digo: "não se cansem e venham mais!.
Obrigado…"


OS MAIAS

portelada - 2004/12/06

Para quem gosta de litratura Portuguesa, apareceu no horizonte mais uma cache dos Porteladas ……. esta totalmente pensada pela Vera, com pequenas ajudas a nivel de logistica no campo minha rolleyes]!!!!

Esta colocada na zona da Vila de Sintra e obriga a várias contas, como recompensa vão poder ver e saber um pouco mais da história dos locais onde decorreu a acção dos Maias !!!

Espero que gostem !!![



Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 42 queries in 0.287 seconds.