O projecto 86400

btrodrigues - 2009/01/08

O pensamento “eu não dedico tempo suficiente ao geocaching” já poderá ter passado pela cabeça de alguns. E com certeza que, no âmbito dos eventos mais distantes de casa, alguns de nós já passaram umas horas valentes a conduzir e ao chegar a casa se aperceberam que mais um bocadinho e o ponteiro pequeno tinha dado quase duas voltas completas… Mas… E assumir desde logo o risco e marcar uma data? Estabelecer um rumo, preparar a mochila e entrar numa daquelas caçadas em que o verdadeiro número que interessa é apenas um, o 24?

ler mais »


O novo Geocaching@PT

btrodrigues - 2007/04/12

Bem vindos ao novo site Geocaching@PT!

Quando é para mudar, tenta-se sempre mudar para melhor! Poderão desde já notar várias novidades e diferenças em relação ao antigo site.

ler mais »


estado da nação

btrodrigues - 2007/03/28

Ah pois, não é só o Galileu que anda em más companhias

O Geocaching@PT está com alguns problemas a nível de software. Tenho vindo a deparar-me com utilizadores com dificuldades em fazer novos registos e a fazer recuperação de passwords, entre outras falhas. Qualquer operação que despolete o envio de um email falha com uma mensagem de erro do servidor. A mailing list interna dos administradores não parece estar a funcionar… Tá bera…

Também foram reportadas dezenas de mails com queixas sobre a cor cyan. Tenham paciência. Havemos de resolver isto tudo. Não é caso para chamar a polícia.

Caso estejam a ler isto e tenham problemas desta ordem, contactem-me por email (bruno.tiago.rodrigues no gmail), especificando o username e o email de registo… e eu vejo o que posso fazer (no pouco tempo livre que me resta das férias).

E a migração do site? (perguntam vocês)
A minha resposta é curta e grossa: 42…


City Navigator 9

btrodrigues - 2007/02/22

Interrompemos a programação para dar boas notícias. Visitem o seguinte link e terão as últimas notícias sobre o novo City Navigator.

As partes interessantes: "Portugal: now with full continental coverage. 181,325 km of roads and 5,944 POIs, of which 1,163 Petrol Stations, 791 Restaurants, 392 Hotels and 344 Tourist Attractions. Most recent main changes include addressing coverage was increased in 0.8 million inhabitants within the municipalities of Porto, Cascais, Oeiras, Setubal, Faro and Albufeira; major update activities to the cities of Lisboa and Ponte de Lima, where 166 built-up areas have been reviewed with addition of new neighbourhoods; addition of 63 km of new motorways in the areas of Braga/Vila Real, Ermida/Paços de Ferreira, Alfena/Ermida and continued updating for the road IP5; continued addition of postal codes on 7-digit format (XXXX-XXX) for Lisboa Municipality; updated Automobile Dealership POIs for Chrysler, Mercedes-Benz and Seat; Sixt Rental Car Agencies were added or updated for continental Portugal. Please note: coverage for the Azores and Madeira is not yet available in this version."

Terão que pedir um update DVD ao vosso vendedor Garmin e depois pagar o unlock code: "The update DVD is free of charge. However, you will need a new unlock code to view and use the new product, which must be requested through our online unlock process. An update charge might apply during this process. The update charge is $75 (+17.5% VAT if applicable) for the whole DVD coverage."


O melhor de 2006

btrodrigues - 2006/11/11

Quantidade nem sempre é sinónimo de qualidade. Mas em Portugal sabemos fugir a esta regra.

O Geocaching em Portugal cresceu de uma forma estrondosa no último ano, quer pela massificação e vulgarização dos receptores GPS, pela distribuição livre de software e de mapas de alta qualidade como os do Google Earth/Maps quer pela espantosa cobertura jornalística que o geocaching tem vindo a obter.

As excelentes condições que dispomos neste cantinho à beira mar plantado, aliadas a uma comunidade coesa e bem disposta (tou a ver as sardinhas em pleno voo), permitiram que ao longo deste ano (quando ainda faltam mais ou menos uma semana para acabar) se chegassem aos seguintes números (por exemplo):

421 novos geocachers
17046 logs (dos quais 12327 foram "found")
389 novas caches

2006 viu também aparecer uma nova tendência: o coleccionismo aliado ao geocaching: as famosas geocoins. Entre outros…

De uma forma isenta e ordeira, seria interessante compilar estes dados para mostrar estas tendências. Para isso, lanço-vos um desafio. Uma pequena sondagem.

Vamos eleger as melhores caches de 2006!

Enviem uma mensagem de email para o endereço

    geo2006@megamail.pt

com 10 (ou menos) caches portuguesas que mereçam este título e que tenham sido colocadas em 2006. tenham em conta não só as vossas próprias experiências como também os temas, as localizações e as aparências (existem à partida caches que "cheiram" a aventura e a uma grande caçada, não é? e muitas vezes nunca teremos oportunidade de as visitar…)

As vossas opiniões serão compiladas e o top 10 será mostrado oportunamente. Aproveitem o tempo de antena para dizer de vossa justiça. Do que gostaram mais do geocaching em 2006.

Embora a sondagem e os resultados sejam publicados anonimamente, convinha que o email enviado fosse identificado com o username do geocaching.com que usam, só para evitar abusos.

[ps: caso não tenham reparado, não há lugar a top das piores caches nem direito a opiniões sobre o que não gostaram do geocaching durante o ano. paciência. queriam peixeirada, era?]

[ps2: se precisarem de ajuda relativamente a que caches foram colocadas em 2006, consultem os dados das stats em http://geostats.geocaching-pt.net ]

[ps3: deadline é quando deixarem de cair votos, mas apressem-se]


Traduções de Caches

btrodrigues - 2006/10/11

Boas

Como tem vindo a ser veiculado por aí, está-se longe de chegar a unanimidade no que toca à língua em que se devem apresentar os textos descritivos das caches. Há quem diga que o swahili é fixe.

Nos casos flagrantes em que as caches são apresentadas apenas em português e que os geocachers alvo são maioritariamente estrangeiros, é do senso comum que o texto se deva apresentar em inglês. Surgiram assim algumas iniciativas voluntárias de tradução para algumas caches. Fará sentido, no entanto, alargar esta iniciativa a mais caches portuguesas, de forma a podermos elevar os níveis de qualidade das mesmas.

Começou-se por examinar todas as caches activas à data de 10/10/2006: De 664 caches, 249 demonstram ter falta de tradução parcial ou total. E é por aqui que vamos começar. Já começamos. Poderão ver as traduções efectuadas, deixar os vossos comentários e também participar no processo.

Os objectivos desta apresentação são, primeiro que tudo:

a) introduzir as razões do projecto (já está) e dar forma à ideia
b) procurar mais ajuda (tradutores, revisores, comentadores e alguém para trazer café)
c) alertar os owners para enviarem as versões traduzidas que tem em desenvolvimento (mesmo que parciais ou a precisar de ajustes) para que se possam melhorar

Convidamo-vos a registarem-se em http://geocaching.against.org, a lerem a FAQ, a contactarem os envolvidos de forma a podermos perceber como podemos todos contribuir para melhorar o que já temos de tão positivo.

Mesmo que não tenham disponibilidade para traduzir textos, será necessário sempre algum feedback da vossa parte de forma a validar as traduções feitas até agora. Gostávamos de ter a participação dos owners das caches, tendo em conta que este trabalho valorizará ainda mais as suas caches. Se os owners concordarem, podem, por exemplo, colocar na íntegra a tradução realizada na página da cache e/ou colocar um link para a tradução da sua cache aqui alojada. Caso contrário, amigos como sempre.

Estamos ao vosso dispor para esclarecer qualquer dúvida que surja (relativamente ao projecto, ao modo de funcionamento do wiki e a quaisquer questões que possam surgir)

Obrigado
Contamos convosco


Petição pelo livre acesso a informação geográfica!

btrodrigues - 2006/03/27

Talvez não se enquadre na categoria "World GPS" mas terá a ver com a informação usada por todos nós no dia a dia e nas potencialidades da mesma.

O Parlamento Europeu está-se a preparar para aprovar um conjunto de directivas (inspire) que especificam que os dados de informação geográfica recolhidos pelas agências nacionais deverão ser partilhados entre os estados membros para (entre outros) fins de planeamento ambiental.

Com estas medidas, prevê-se que os referidos dados passem a ser propriedade dos estados membros, sujeitos a taxas de licenciamento (copyright) apenas acessíveis a uma pequena porção da população. Lembrem-se que estamos a pagar esta investigação e a recolha destes dados com os nossos impostos.

Numa situação ideal, o acesso a estes dados seria livre, promovendo assim o conhecimento, a resposabilidade, o desenvolvimento de aplicações sobre eles, o crescimento de nichos de mercado (na área tecnológica e ambiental).

A nível pessoal, contentava-me que o estado português criasse condições para que se disponibilizasse um SIG decente e actualizado e que deixassem de cobrar os olhos da cara por um mapa recente e a uma escala capaz. E fazer download de informação vectorial em bruto e enfiá-la no Garmin. Mas isto sou só eu.

Está em curso uma petição online para ser apresentada no parlamento europeu e tentar clarificar os objectivos da Inspire. Assinar não custa nada, teremos todos a ganhar com isto.

mais info em : /var/log

a petição pode ser assinada aqui


Indisponibilidade do site

btrodrigues - 2006/03/25

Como tiveram oportunidade de verificar, ocorreram nas últimas 24 horas alguns problemas com o site…

Começou com os artigos do fórum a desaparecer, depois as polls, depois as fotos e os artigos. O site foi colocado offline por umas horas, enquanto se trocava uma valente dúzia de emails com uns amaricanos…

As dificuldades foram ultapassadas, tendo-se recuperado um backup de dia 23. Existem assim alguns artigos (2, creio eu) que desapareceram (assim como os comentários) e os tópicos do fórum voltaram uns dias atrás no tempo. Por esse facto, pedimos desculpa. Podem (e devem) retomar os assuntos pendentes, caso desejem.

Pela equipa de administradores
(Assinatura ilegível)


sem travelbugs

btrodrigues - 2006/03/24

Sem querer roubar protagonismo ao Cláudio e à publicidade gratuita em prime time (que pode ser vista aqui) ao geocaching – com referência àquela-cujo-nome-não-se-pronuncia-aqui, temos a comunicar que se verificou há pouco o registo do 100º travelbug de origem nacional.

Com efeito, no processo de actualização da lista e depois de chutarmos para fora da lista um espanhol infiltrado, ficámos com 99 travelbugs. E tinha que haver um engraçadinho a registar o #100. E registou. E quando eu disse que tinha havido um erro nos cálculos e que afinal não eram 100, ele disse "não faz mal, tenho aqui mais quatro".

E assim acontece…

O TB chama-se "get a grip" e poderá ser encontrado na próxima sexta feira no almoço-cache-event no IKEA (MEATBALLS & SEXY WOMEN) . A ideia é assim juntar o máximo de  trackables, portanto… tragam os vossos travelbugs e geocoins para fazermos uma grande fogueira com eles. Ihihihih. (Kidding)

(A lista completa dos travelbugs de origem portuguesa pode ser encontrada aqui)


sem travelbugs!

btrodrigues - 2006/03/21

Sem querer roubar protagonismo ao Cláudio e à publicidade gratuita em prime time (que pode ser vista aqui) ao geocaching – com referência àquela-cujo-nome-não-se-pronuncia-aqui, temos a comunicar que se verificou há pouco o registo do 100º travelbug de origem nacional.

Com efeito, no processo de actualização da lista e depois de chutarmos para fora da lista um espanhol infiltrado, ficámos com 99 travelbugs. E tinha que haver um engraçadinho a registar o #100. E registou. E quando eu disse que tinha havido um erro nos cálculos e que afinal não eram 100, ele disse "não faz mal, tenho aqui mais quatro".

E assim acontece…

O TB chama-se "get a grip" e poderá ser encontrado na próxima sexta feira no almoço-cache-event no IKEA (MEATBALLS & SEXY WOMEN ) . A ideia é assim juntar o máximo de  trackables, portanto… tragam os vossos travelbugs e geocoins para fazermos uma grande fogueira com eles. Ihihihih. (Kidding)

(A lista completa dos travelbugs de origem portuguesa pode ser encontrada aqui)



Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 31 queries in 0.381 seconds.