Entries from November 2006

Há chixa em Famalicão

2 Cotas - 2006/11/30

Ando cá meio abstruzio. Como as eleições ainda não abriram tenho que continuar a aturar o garri, (olá Luís!), e no Modelo não há meio de venderem AmnoBoquesses na secção dos taparueres. Da última vez que perguntei, a menina indicou-me a secção de roupa. Ainda pensei que fosse um convite, mas á segunda galheta entendi que ela tinha percebido boxers.

Mas o que me traz ao convívio de vossas excelências é uma reclamação. Em poucas palavras: DEIXEM A PORRA DAS CACHES COMO DEVE SER.

Imaginem isto: vai um owner uma mão cheia de vezes a um lugar mirando e remirando tudo conscientemente. Gasta uma pipa de massa, (okok, uns trocos, mas para o caso é indiferente), perde tempo, gasta os miolos, e coloca uma cache. Na volta recebe um mail a dizer REQUESTED MAINTENANCE, ou outra ordinarice semelhante e lá dentro vem uma frase seca: “Convêm ao owner ir repor as prendas…”, “É preciso ir mudar o saco exterior, que esta um pouco estragado”.

Isto para já não falar em mudar a cache de sitio, só porque não apetece ir lá cima/lá baixo/lá dentro/etc.

O que será preciso fazer/dizer, para que as caches voltem a ser colocadas no mesmo sítio ou da mesma maneira?
O que será preciso dizer/fazer para que quem tira uma prenda tenha a fineza de deixar outra do mesmo nível/tipo/qualidade?
O que será preciso fazer/dizer, para que quem “utiliza” uma cache tenha a simpatia de praticar uma manutençãozita michuruca?
Eu até sou adepto do saquelho manhoso em detrimento da caixinha ferruginosa. É por uma questão de simpatia com uns milhares de gajos que de outro modo seriam obrigados a trazer na geomuchila, em vez de um rolo de sacos bio-degradaveis, uma mão cheia de caichas pesadas para burro. Por isso metam na cabeça/mochila um rolo de saquelhos, são baratos e a melhor maneira de serem cachófriendes. Se andam sempre a berrar por CITOS/ECOPONTOS ou outras ordinarices politicamente eco-correctas, que tal começarem a praticar?

Convenhamos que uns Founds depois de ter deixado a coisa repleta de porta-chaves, pins e demais goodies, nos seja revelado que na nossa excelsa e muito amada cachita está uma absoluta e nojenta colecção de ganchos de cabelo, bilhetes de autocarro e restos de pastilha elástica, é demais. Não tem ecopontos perto?
Convenhamos que depois de ter suado as estopinhas, embranquecido o cabelo e dormido mal de noite a engendrar aquela gaita com todos os requintes, sejamos confrontados com a caichelha uns bons metros mais para o lado, quiçá á mostra, esventrada e transformada em coisa velha, inútil e sem graça, é frustante. Sabem ou não utilizar o GPS á vinda? Ou aquele modelo só tem ida.
Convenhamos que depois de ter arrepanhado os cabelitos, batido na mulher e pirateado o vizinho, descobrir que perderam a tampa, partiram os plásticos ou arrabentaram com a bricolage, dá cabo da paciência a um bom mortal. Acham que lá por terem voz grossa o material aguenta?

E ainda por cima o anhuca do Jeremilas, o tal que anda mesmo a pedilas, inventou a do “nides maintenaça”. O meu amigo manel tem um amigo que lhe ensinou a que só devia preocupar-se a partir do 4 DNF. Eu cá apago logo, mas loguinho, os NidesMaintenaça.

Fonix! Não áhkw que aguente.


Pé de Cabril, Gerês (pré-publicação)

Cachapim - 2006/11/30

A cache encontra-se no topo do Pé de Cabril, um dos picos da serra do Gerês (1237m). Pode ver um pequeno video sobre a cache aqui.

O Pé de Cabril é um dos mais belos picos da Serra do Gerês. Destino final de muitos caminhantes desde sempre, a sua ascensão proporciona uma gama de experiências sensoriais que culmina na extraordinária paisagem avistada a partir do seu topo, a qual se estende do pico da Nevosa e do vale do rio Homem, passando pela barragem de Vilarinho das Furnas até à barragem da Caniçada, enquadrada pela Junceda de um lado e pela Pedra Bela do outro.


São várias as alternativas para começar a caminhada até à base do Pé de Cabril. Uma delas passa por partir da antiga casa do guarda da Junceda e seguir o caminho indicado na carta militar, cruzando o prado conhecido como "Planeta do Macacos" até atingir o Covelo. Outra hipótese é partir da antiga casa do guarda da Portela de Leonte e começar logo a subir. Em ambas as hipóteses, a fase final da ascensão ao topo deve fazer-se atravessando uma fenda rochosa que dá acesso à parede oriental da formação granítica, local pioneiro da escalada em Portugal nos anos 30. A partir daí, o caminho até às escadas de ferro cravadas na rocha que dão acesso ao topo é quase imediato. Embora a subida ao topo não seja difícil, recomendam-se todos os cuidados adequados ao desnível existente. Convém contar com pelo menos 2 a 3 horas para efectuar qualquer um dos dois percursos referidos.


Local de peregrinação de nomes conhecidos da cultura portuguesa, a "pétrea majestade" do Pé de Cabril está presente na pintura naturalista de Artur Loureiro e na escrita de Miguel Torga, admirador confesso do nosso único Parque Nacional.
"Há sítios do Mundo que são como certas existências humanas: tudo se conjuga para que nada falte à sua grandeza e perfeição. Este Gerês é um deles. Acumulam-se e harmonizam-se aqui tais forças e contraste, tão variados elementos de beleza e de expressão, que o resultado lembra-me sempre uma espécie de genialidade da natureza.(…) Na margem de lá, o Pé do Cabril, solene, esperava o abraço duma ascensão (…) "
Miguel Torga, Diário


O VISITANTE DO IKEA – PATROCÍNIO !!!

portelada - 2006/11/27

Como cada vez mais encontro Patrocínios IKEA nas caches , resolvi adaptar um texto que recebi para caracterizar a aquisição dos mesmos !!! Em qual voçes de enquadram ???

Profissionais: Estava mesmo à procura dos vossos lápis!; Gostava de esclarecer uma dúvida!

Curiosos: Estes lápis são de quê?

Caça-Lápis Típico: O que é que têm aí para dar?…lápis???

Caça-Lápis Educados: Boa tarde, posso tirar um lapis/boné/isqueiro/porta-chaves/bloco/caneta/lápis/postal/rebuçados? Obrigada! ( a sorrir).

Caça-lápis que se fingem de Curiosos: Estes lápis são de quê? (a meio da minha resposta já me viraram as costas, com os bolsos cheios de lápis).

Caça-Lápis Tímidos: (olham para os lápis e rondam o stand até que eu lhes diga que podem tirar. Depois sorriem) Obrigada! (e piram-se como se a cena nunca tivesse acontecido).

Caça-Lápis Tangas: Posso levar mais lápis? É para os meus filhos/netos/sobrinhos/tia-avó/primos afastados/patrão/criancinhas abandonadas!

Caça-Lápis de Explicações Exaustivas: Posso levar um lápis? É que é tão raro encontrar lapis hoje em dia. Eu vivi 30 anos em França e tinha sempre um lápis comigo para escrever na minha agenda. Sabe, não gosto de escrever a caneta na agenda, porque depois é preciso andar sempre com um corrector. Assim, o lápis com borracha na ponta dá muito mais jeito, blá blá blá…

Caça-Lápis Rude: Só têm lápis???

Caça-Lápis Ingrato: Posso levar um lápis? Ah, são canetas… Então já não quero!

Caça-Lápis Silencioso: (Entra no stand, dirige-se ao lápis, põe no bolso e vai embora sem qualquer palavra).

Caça-Lápis Negociador: Eu dou-lhe este porta-chaves e fico com dois lápis.

Desorientados: Olhe, é aqui que estão a dar o Lápis da Loja? Ou então Onde é a casa de banho? Ou até mesmo Isto é o balcão de informações, não é?

Engatatões: É pá! Com meninas assim, até dá gosto vir aos lápis!


A mais IDIOTA !!!

portelada - 2006/11/20

È mesmo verdade, a cache mais idiota foi criada em Portugal, e por quem ??? …. claro …. EU ….. o Portelada !!! LOL

Já ouviu a expressão " Estás cheio de ideias, é um IDIOTA"

Esta é uma cache sem grandes ambições, quem não quiser pode sempre ficar em casa, mas se for um geocacher que goste de coisas novas e idiotas não pode perder esta !!!

Para mais pormenores veja em :

http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx?guid=78022cbf-85fb-46e3-bb81-886ff2d4a588

Seja idiota…seja uma pessoal cheia de ideias !!!!

E agora … venham lá as bocas …..


Relato do MagustoGeoMitupe 18/11/2006.

touperdido - 2006/11/19

Parece que fui eu o voluntário, obrigado a contar como é que isto se passou!
Recebi um telefonema do cláudio a perguntar-me se queria ir ao encontro, fiquei um pouco indeciso porque já estava num evento, mas conseguimos ajustar as coisas para eu me encontrar com eles (Mantunes, Mila e Cláudio). Encontrámo-nos em Fátima e segui com eles no Geomobil do Manuel. Durante a viagem fiquei fascinado com a quantidade de tecnologia que havia naquele carro… á minha frente ia o Manuel a conduzir com o PDA com auto-routing (nunca tinha visto o tom tom a trabalhar), ao meu lado o Cláudio com o portátil com ligação á Internet 3G, a escrever comentários on-line no geocaching pt e ainda havia mais uma bateria externa do portátil que nunca tinha visto e …..
Aproveitei aquela viagem para tirar as dúvidas sobre o meu Gps, pois ambos temos magellan!

Até á entrada na A7, o tom tom não falhava um milímetro, mas depois insistia que havia uma saída á direita , que nunca chegámos a encontrar… assim como uma estrada de terra batida que não dava acesso ao restaurante de certeza, mas valeu-nos o sentido de orientação do cláudio. Quando chegámos, recebemos uma calorosa recepção dos geocachers, Zombie Team, Silvana Team, Walcarr Team, Páscoa Team e Sagitário. Foram feitas as apresentações e depois de já estarmos sentadinhos começaram as conversas intermináveis sobre geocaching… Feitos os pedidos, comidinha na mesa e havia gostos para tudo, deste bacalhau á casa (que estava uma maravilha), picanha, bife na pedra enfim uma data de coisas boas.. [ silvana é a tua deixa para mandares as fotos]

Escusado será dizer que este foi o momento menos ruidoso mas o mais tecnológico com a aparição de mais um aparelho do além, trazido pelo Walcarr, que segundo percebi é uma espécie de servidor Wireless, que muito agradou aos possuidores de pdas com ligação á Internet, o caso do meu colega de mesa, o Jorge (Sagitário) que aproveitou logo para ligar o Messenger e eu fiquei ali feito parvinho a olhar para as maravilhas daqueles aparelhos até que o cláudio resolveu despejar a sua mochila tecnológica e aí sim foi ver tecnologia sobre diversas formas e que como dizia a Luísa parecia a mala do Sport-Billy! Lol

A sobremesa foram castanhas assadas, gentilmente trazidas pela Silvana e para acompanhar uma garrafa de Jeropiga (da boa) trazida pelo Mantunes. Conversa sobre as caches da zona para aqui, castanhas para ali, mais um copinho de jeropiga e assim ia passando o tempo, com discussões sobre descobertas tão importantes como: “Oh Sagitário não sabia que o teu pauzinho trabalha no PDA da Silvana” (pauzinho não deve ser o nome científico da “caneta” para trabalhar no Pda, mas não me ocorreu mais nada lol) ou “eu não vejo as dicas, só mesmo quando não consigo encontrar” (dito por 98.73% dos presentes). Antes de nos levantarmos, decidimos que iríamos fazer uma cache que se encontrava ali perto. Tirámos a foto de grupo e seguimos viagem em direcção a Nª Sª do Carmo. A história segue a seguir contada pelas mãos da 2ª repórter voluntariamente obrigada – Silvana.

Rui Duque


Jantar mensal de Dezembro

rifkinda - 2006/11/17

Em conversa com o Pedro Pinheiro, reparámos que a 2ª sexta feira de Dezembro calha a 8 de Dezembro que é, como toda a gente sabe, feriado e além disso, início de fim de semana prolongado.

Assim sendo, cremos que não deverá haver muita adesão ao jantar.

O que nós sugerimos é que se altere o jantar de Dezembro para a sexta feira a seguir, ou seja, dia 15.

Como já seria um dia mais perto do Natal, podia-se aproveitar esse jantar como um jantar de Natal e trocar-se uns "porta-chaves" para meter posteriormente em caches.

Agora fica ao critério do restante pessoal. Digam aqui o que preferem…

Rifkindsss


Praia do Cavalo

mecasantos - 2006/11/17

Olá,

Já alguém foi à cache situada na Praia do Cavalo?

Será que o caminho por cima, a partir do fojo, é seguro? Ou só dá para ir pela Praia da Adraga?

Pistas são bem-vindas!

Meca


Reactivação de Caches Inoperacionais

- 2006/11/14

Gostaria em primeiro lugar de agradecer todo o interesse que demonstraram pelo nosso artigo Caches INOP em Lisboa, apesar ser não ter tido a adesão quer em número de reads quer em número de comentários de uma Geochurrascada 2006, mas de facto aqui não havia nada para trincar.
De qualquer forma fez-se alguma luz, e temos constatado que pouco a pouco algumas caches vão sendo reactivadas como foram os casos recentes da Stone Verses do GlorfindelPT & Elektra e da Uptown (Lisboa) do Almeidara. Motivos mais do que suficientes para todos nos congratularmos.
Temos sentido que há bastante vontade de outros owners reactivarem brevemente as suas caches na zona de Lisboa. Estamos em crer que belíssimas caches como Miradouro de São Pedro de Alcântara, Pede Um Desejo, Dia Dos Namorados, Miradouro do Monte Agudo, Saír da Concha ou Madre de Deus vão ser reactivadas muito brevemente, algumas delas possivelmente esta semana.
Esperamos que esta maré de operacionalidade venha a contagiar os restantes owners de caches INOP em Portugal, e que pouco a pouco o mapa do Geocaching no nosso país possa ser um excelente cartão de visita para os Geoturistas que nos procurem.

Team Prodrive


MagustoGeoMitupe 18/11/2006. Das 18h até …

Sagitario - 2006/11/13

Carissimos

Como todos sabemos o dia de S Martinho foi no dia 11, mas como não poderia deixar esta "festividade" em claro decidi depois de muita ponderação e de uma discução acalorada cá no forum marcar para dia 18, ou seja, é já este sabado que vem, um MagustoGeoMitupe.

Vai ser no Restaurante Olha Ai, na rua do Remoinho, freguesia de Carreira S Miguel – Barcelos

Coordenadas Garmin:
N 41 29.088
W 8 32.731
Coordenadas TomTom 6:
N 41 29.105
W 8 32.736

As regras são são 3 e muito simples:
1º Cada participante trazer as suas castanhas o vinho eu levo
2º Cada participante trazer uma dose de muito boa disposição
3º Confirmar a participação até dia 17

Bem, a boa disposiçao e a participação eu quero que sejam para cumprir, quanto ás castanhas, quem puder trezer convem avisar aquando da confirmação.

As castanhas vão ser assadas na hora, o que deve demorar entre 15 a 20 minutos.

De entre as especialidades da casa Olha Ai destaco a Picanha e um Bacalhau que só visto.

Dica:
Para lá chegar e venham do lado de Famalicão ou de Barcelos tem que encontrar a EN 204 e nas coordenadas N41 28.483 W8 34.111 virar a Nascente em direcção a Carreira S Miguel.

Percorridos +- 2km, e depois de passar entre 2 casas (cuidado que é muito estreito), de passar á Igreja e ao cemitério(do lado direito e á face da estrada) e de passar do asfalto para o paralelo (cuidado com a passadeira em frente á escola, é das elevadas) viram na 2ª estrada á direita, e não tem que enganar, são 500mts, é sempre em frente em paralelo.

Chegados ao entroncamento é a casa que está á direita na esquina, não tem que enganar pois é a unica casa num raio de 100mts.

Se vierem pelo TomTom6 chegam lá sem "espinhas" se for com o Garmin tem de ter em atenção a dica.

Para qualquer eventualidade e até sexta-feira perguntem para aqui, no dia e dado que só apareço mesmo á horinha deixo os meus 2 "celulares":

962458469
916732212

Cá vos espero a todos e a mais alguns

Como foi um Event assim a modos que á pressa não tive tempo de publicar um eventcache no gc.com, portanto peço que passem palavra.

A todos os caros geocachers que possam aparecer desde já os meus antecipados agradecimentos por ser mesmo em cima da hora e pela disponibilidade que tenham para nos encontrarmos mais uma vêz á roda de uma mesa a afiar os dentes, engordar mais umas gramas e colocar a conversa em dia.

Até lá

Sagitario


37º Geomeetup de Lisboa

Luacheia - 2006/11/12

Olá, como sou caloira nestas andanças, fui destacada para fazer o relato do 37º Geomeetup de 10.11.06.
Bom, para começar, entro no restaurante,pergunto ao dono por um grupo que se reune mensalmente ali, e este aponta-me as duas mesas do fundo…Claro que (isto só podia correr bem…),fui apresentar-me na que não era de geocachers…Passada a barraca, conheço finalmente o MAntunes (simpático anfitrião) e o MCA (que tem estado desaparecido temporariamente…). Logo a seguir chegaram o JDmarques (também caloiro…)e o Lynx Pardinus ( felino acolhedor que nos recebeu de patas abertas (perdão,digo braços…)Mais tarde chegaram o Costa ( apenas 1/3 dos Lamas) e o CLCortez e família.

ler mais »



Geocaching@PT 2008 · Powered by WordPress
Disclaimer · Contact Form
Stats: 47 queries in 1.428 seconds.